A equipa portuguesa de boccia BC1/BC2 vai disputar hoje frente à Argentina a medalha de bronze da categoria, nos Jogos Paralímpicos Rio2016.

Abílio Valente, António Marques, Cristina Gonçalves e Fernando Ferreira vão defrontar a Argentina às 12h20 locais (16h20 em Lisboa), enquanto a Tailândia e o Japão discutem os dois primeiros lugares do pódio.

O boccia é uma modalidade exclusiva dos Jogos Paralímpicos. Destina-se a atletas com deficiência motora – paralisia cerebral em cadeira de rodas ou doenças neuromusculares – e pode ser disputado individualmente, em pares ou por equipas de três elementos.

No estádio Engenhão, às 10h00 locais (14h00 em Lisboa), Mário Trindade participa nas eliminatórias dos 400 metros T52, para atletas com deficiência motora, que competem em cadeira de rodas.

Na piscina, David Grachat disputa às 10h58 locais (14h58 em Lisboa) as eliminatórias dos 100 metros livres S9, enquanto Simone Fragoso tenta às 12h05 (16h05 em Lisboa) a presença na final dos 50 metros livres S5. Ambas as finais estão agendadas para a tarde.

Ao final da tarde, Carina Paim participa nas eliminatórias dos 400 metros T20, destinada a atletas com deficiência intelectual.

Pouco antes, Ana Mota Veiga, estreia-se em Jogos Paralímpicos, ao participar com o cavalo Convicto na prova de competição por equipas, grau 1a.

Portugal, que está representado nos Jogos Paralímpicos por 37 atletas, conquistou na sexta-feira a sua primeira medalha na competição, com Luís Gonçalves a alcançar o bronze na prova dos 400 metros T12 (deficiência visual).