A Nokia acabou com o suspense e confirmou que vai voltar a lançar o Nokia 3310. O desenho foi ligeiramente atualizado, há mais cores disponíveis (calma, os clássicos azul escuro e o cinza vão continuar a ser produzidos) e o ecrã tem mais qualidade que o original. Mas é verdadeiramente um regresso ao passado áureo da empresa.

O anúncio de que o modelo estava de volta foi feito este domingo em Barcelona, na véspera do Mobile World Congress. É, diz a Nokia, “o renascer de um clássico moderno”. O novo 3310 vai ser mais leve (menos de 80 gramas, em contraste com os anteriores 133) e mais fino: tinha 22 milímetros de largura e agora terá apenas 12.8 mílimetros. Quanto ao ecrã, terá agora 2.4 polegadas (quase três vezes o tamanho do original).

Também há novidades no que toca ao desenho do telemóvel. O aspeto rígido do modelo original, com os seus contornos retos, vai dar lugar a um formato mais arredondado. Um “design fresco, colorido, moderno e irresistível” é como a empresa define o novo 3310. O botão principal desapareceu, tal como as setas e o pequeno botão “C” com função de cancelamento/anulação.

Além do cinzento e do azul escuro — que vão continuar a ser produzidos em mate –, a Nokia vai também disponibilizar modelos em “vermelho quente” e amarelo, ambos com acabamento brilhante. “Os telemóveis da Nokia provocam verdadeiras emoções”, disse o responsável de produto da HMD Global. “Com o 3310, não conseguimos resistir. Quisemos recompensar os fãs da Nokia e criar algo que juntasse herança, inovação e design moderno”.

A Nokia garante que a imagem de marca do telemóvel — bom, uma delas, ombro a ombro com o jogo Snake, que também estará de volta — não vai desagradar: 22 horas de vida útil da bateria em utilização. E um mês em stand-by. O novo Nokia 3310 vai ter uma câmara de dois megapíxeis e vai ser compatível com cartões micro-SIM (haverá modelos de dual SIM disponíveis) e terá acesso à internet, com uma ligação 2.5G.

O telemóvel vai estar disponível por 49 euros, mas a empresa não revelou ainda quando chega às lojas.