Vhils, ou Alexandre Farto, é um artista de renome internacional, que recorre a técnicas precursoras, que têm muito de percussão. Sim, porque ele destrói paredes e empenas de prédios – algumas por explosão –, esculpindo-as de forma a criar as suas obras ímpares, que têm tanto de belo quanto de surpreendente.

Este criador disruptivo, que estudou na Escola de Arte Byam Shaw, em Londres, e trocou recentemente o atelier que possuía no centro de Lisboa por outro mais espaçoso e mais tranquilo, na zona industrial do Barreiro, vai agora conceber uma obra em que o novo SUV Arona serve como inspiração.

Em vez de pincel ou spray, Vhils literalmente destrói para criar, seja através de explosivos ou com martelo eléctrico

A arte pode estar em todo o lado, nas galerias, em nossa casa e em qualquer espaço urbano. Idealizar uma obra com base no conceito e design do Seat Arona permitiu-me trazer uma nova dimensão à arte urbana, sem barreiras nem preconceitos. É mais um momento de inspiração pura, onde aplico técnicas precursoras”, revela Vhils.

Para a Seat, este apoio ao mais conhecido dos street artists nacionais “enquadra-se numa filosofia partilhada: a da cultura urbana em movimento. O Seat Arona é customizável, reflecte a identidade própria de cada condutor, é ousado e foi desenhado para se destacar da multidão. Traços que se podem encontrar nas obras de Vhils, que quebram barreiras e valorizam a autenticidade”. Sendo que esta já é a segunda vez que os destinos da marca e do génio criador de Vhils se cruzam, com a primeira a ter originado a obra com a figura do pescador, que é possível admirar em frente à Fundação D. Luís I, no Centro Cultural de Cascais.

Há inúmeras obras de Vhils na rua. Esta está em frente ao Centro Cultural de Cascais e nasceu da parceria entre a Seat e o artista português

Esta parceria entre o construtor espanhol e o artista português, que visa fomentar a arte nacional, vai alargar-se à plataforma Underdogs, um projecto cultural que alia arte pública a exposições convencionais, e ao futuro Museu de Arte Urbana e Contemporânea de Cascais, que abrirá as suas portas em Maio de 2018.

[jwplatform ZBjFXj3P]