Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

À primeira vista, é só mais uma marca de mochilas. No Japão, há três anos que as Anello ganharam o estatuto de acessórios da moda. É frequente vê-las às costas de quem passa na rua, de quem se desloca nos transportes públicos e de quem anda de bicicleta na grandes cidades. Atualmente, a marca aposta todas as fichas no design e na internacionalização, embora, sem saber muito bem como, a Anello comunique em português desde o primeiro dia.

Quase todas as mochilas têm uma etiqueta com o mesmo provérbio português. “Com pão e vinho anda-se caminho”, pode ler-se. Questionada sobre o uso da expressão popular portuguesa, a marca revelou-se surpresa. “Até há muito pouco tempo pensávamos que era latim”, admitiu Mieko Yoshida, responsável de vendas para o mercado externo, numa conversa com o Observador.

Depois do nome italiano (a palavra quer dizer anel, mas também remete para os anéis no interior dos troncos das árvores), a escolha do slogan não podia ter sido mais aleatória. Mieko conta que terá sido tão simples como uma pesquisa no Google. Se ao menos o copy paste tivesse sido bem feito. Nas etiquetas da Anello, lê-se “Com pão e vinho, anda-se caminho”. Se ignorarmos as letras fora do sítio, fica fácil decifrar o ditado popular.

Por levarem mais coisas do que aparentam, estas mochilas começaram por ser especialmente populares entre as mães. Hoje, 70% dos clientes são mulheres, embora a marca assuma o posicionamento unissexo. Fabricadas na China, as mochilas da Anello são feitas em PU, PVC e lona de algodão. A marca tem crescido em diversidade de produtos e já produz sacos de viagem, mochilas de outdoor, malas de mão e carteiras. Atualmente, as vendas estão concentradas no mercado asiático, se bem que a estratégia da marca é disponibilizá-las em breve no ocidente.

Numa das últimas campanhas, a Anello evidenciou o design unissexo das suas mochilas

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Também nos preços, a marca tem aumentado o leque de opções. Mesmo sendo um fenómeno de popularidade do outro lado do mundo, a Anello tem pequenas bolsas a partir de 12€, enquanto as malas de viagem podem chegar a 188€. A chegada ao mercado europeu está prometida para o próximo verão. Será através da Zalando, plataforma de moda online líder na Europa e a mesma empresa que anunciou, em novembro, a abertura de um centro tecnológico em Lisboa. A previsão começou por ser janeiro, mas a Zalando promete agora o “tech hub” para os próximos meses.