Os Brit Awards, cerimónia de prémios britânicos que distingue quem mais se destacou no panorama musical, aconteceram esta quarta-feira à noite, em Londres. Na passadeira vermelha, brilharam nomes como Dua Lipa, Rita Ora, Camila Cabello e Kylie Minogue. Do lado dos homens, o desfile também esteve composto. Justin Timberlake, Ed Sheeran, Sam Smith e Calvin Harris marcaram presença no evento.

Então e o Time’s Up? Ainda bem que pergunta, porque ele não foi esquecido. Quase todos os convidados percorreram a “red carpet” com uma rosa branca. Na mão ou presa à lapela, a flor veio substituir o desfile de vestidos pretos que, ainda no último domingo, teve lugar também em Londres, por ocasião da 71ª edição dos BAFTA.

Em vez de um cortejo fúnebre, um jardim. E isso também se fez sentir nas cores e nas silhuetas. Dua Lipa reclamou para si todas as atenções ao posar num vestido Giambattista Valli de alta-costura. Além de quilómetros de tule, o próprio cor-de-rosa encarregou-se de iluminar tudo à sua volta. Se o objetivo de Rita Ora era ganhar o jogo das volumetrias, então não teve grande sucesso. Entre as mais bem vestidas da noite, a cantora britânica usou um vestido branco de penas Ralph & Russo.

https://www.instagram.com/p/Bfd-tKiBQnj/?taken-by=palomafaith

De um modo geral, a passadeira vermelha dos Brit Awards esteve cheia de pequenas antecipações de primavera. Para isso contribuíram ainda os looks de Camila Cabello, Adwoa Aboah e Millie Bobby Brown. Se bem que o vermelho Ferrari também foi uma escolha popular. Kylie Minogue, Jennifer Hudson e Ellie Goulding vestiram-se desta cor forte, mas nem assim conseguiram parar o trânsito.

Depois, esteve lá Paloma Faith. Entrevistada durante a sua chegada à cerimónia, a cantora britânica justificou a má cara com que posou para todas as fotografias. “A única coisa que me estar a chatear esta noite, para ser honesta, é o facto de não haver mais homens com rosas brancas. Acho que deviam”, disse à BBC. Bem, para precaver pelo menos um mais despistado, Paloma levou duas. De facto, vários convidados trocaram uma flor verdadeira por um pin com a mesma forma. Ed Sheeran foi dos poucos a não dispensar uma rosa verdadeira na lapela.