É já esta segunda-feira que será conhecida a primeira lista de finalistas ao Man Booker Prize Internacional, um prémio criado para incentivar a publicação e leitura de ficção de qualidade traduzida para inglês. Depois de revelado este primeiro conjunto de nomes, composto por 12 ou 13 livros de ficção, seguir-se-á o anúncio da shortlist de seis romances, a 12 de abril. O grande vencedor do Man Booker International será conhecido a 22 de maio.

Criado em 2004, o Man Booker Prize Internacional começou por ser atribuído anualmente um escritor de língua inglesa ou que tivesse a sua obra disponível em inglês. A partir de 2015, contudo, oi transformado num prémio de tradução, procurando encorajar a publicação de ficção internacional de qualidade em inglês. No valor de 50 mil libras (56 mil euros), o prémio tem de ser distribuído pelo autor e pelo tradutor. Cada um dos finalistas da shortlist recebe mil libras (1.126 euros).

No ano passado, o prémio foi atribuído ao israelita David Grossman, autor do romance A Horse Walks Into a Bar (publicado em Portugal pela editora Dom Quixote), traduzido por Jessica Cohen e publicado editora Jonathan Cape. Em 218, o painel de jurados composto por Lisa Appignanesi (presidente), Michael Hofmann, Hari Kunzru, Tim Martin e Helen Oyeyemi.