O Sporting perdeu este domingo a Taça de Portugal para o Desp. Aves. Mas as lágrimas dos jogadores e da equipa técnica, depois do apito final de Tiago Martins, não foram apenas provocadas pela derrota. O jogo do Jamor foi o culminar de uma semana atípica, atribulada e em tudo fora do normal: depois de perder o segundo lugar do campeonato e o acesso à Champions, o staff leonino foi insultado no Aeroporto Cristiano Ronaldo, na Madeira, e posteriormente agredido na Academia do Sporting, em Alcochete.

Assim que o árbitro apitou para o final da partida, Rui Patrício deixou de conter as lágrimas e acabou consolado por todo o plantel. Já na Tribuna de Honra, quando foi receber a medalha de segundo classificado desta edição da Taça de Portugal, recebeu um abraço do Presidente da República. Segundos depois, Marcelo Rebelo de Sousa também consolou o treinador, Jorge Jesus, que chorou durante todo o percurso e que já tinha merecido um forte abraço do primeiro-ministro, António Costa.

Muitos dos adeptos do Sporting saíram do Estádio Nacional ainda antes do golo de Montero, que reduziu o resultado para 2-1. Mas uma mancha permaneceu na bancada central: ainda que grande parte tenha aplaudido os jogadores – principalmente Rui Patrício e Bas Dost – ouviram-se insultos e vaias.

Percorra a fotogaleria e veja as lágrimas de Rui Patrício, Jesus, Coates e Mathieu.