Nem o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) resistiu ao chamamento para gozar com o tempo que o brasileiro Neymar Jr. fica deitado no relvado a queixar-se de falta. Numa publicação feita nas redes sociais, o INEM utilizou uma fotografia do jogador do Paris Saint-Germain para fazer um alerta da população: é que, segundo dados da Polícia de Segurança Pública, quase 76% das chamadas para o 112 “também não são emergências”.

Contas feitas, Neymar Jr. já passou 13 minutos e 50 segundos deitado no chão a pedir falta ao árbitro e a requerer assistência médica vinda do banco, algo que já se traduziu em 23 faltas sofridas pelo atacante brasileiro mas também em acusações de exagerar e de “fazer teatro” quando está em campo. Isso não será muito diferente do que acontece em Portugal, sugerem o INEM e os dados das autoridades: entre as mais de 1,3 milhões de chamadas atendidas pelos Centros de Orientação de Doentes Urgentes do INEM durante o ano de 2017, mais de 985 mil não são emergências. Ou melhor, “também não são emergências”, como sublinha o INEM sugerindo que as queixas de Neymar não são verdadeiras.

Houve duas situações em que as reações de Neymar Jr. perante os confrontos em campo foram rotuladas como encenações. A primeira aconteceu no jogo entre o Brasil e a Suíça, em que o jogador do Paris Saint-Germain rebolou ao longo de vários metros para se queixar de um toque dado por um adversário. A segunda aconteceu na partida entre o Brasil e o México, quando Miguel Layún o pisou na canela mas Neymar demorou longos segundos até se aperceber disso e começar a gritar em agonia.

Os dois momentos já valeram várias reações na Internet e até inspiraram brincadeiras em escolas de futebol e anúncios publicitários como o lançado pela Kentucky Fried Chicken. Agora foi a vez do INEM utilizar essas imagens de Neymar Jr. para chamar a atenção da população para a utilização desnecessária do 112, que compõe mais de dois terços das chamadas feitas para o número de emergência criado há dez anos.

Neymar já passou 14 minutos do Mundial deitado no chão. E os memes na Internet gozam, gozam e gozam