O mundo tem andado de olhos postos em Meghan Markle mas Kate Middleton — que tem estado de licença de maternidade desde o nascimento do príncipe Louis em abril — voltou aos compromissos e eventos reais, e voltou em grande. Na noite da passada terça-feira, dia 23 de outubro, no banquete dado em honra do Rei Willem-Alexander e da Rainha Maxima dos Países Baixos, Kate chegou ao Palácio de Buckingham num vestido azul de Alexander McQueen. Não é a primeira vez que Middleton escolhe uma peça de McQueen, ainda que várias publicações especializadas tenham visto o regresso aos momentos mediáticos com o vestido em questão de forma surpreedente. Contudo, a verdade é que não foi o vestido que roubou as atenções.

Embora já tenha sido vista a usar tiaras e acessórios reais, Kate Middleton usou para o jantar de estado no Palácio um colar de diamantes com mais de um século que pertence à família real britânica há gerações, os brincos de pérolas da princesa Diana e a tiara que a mesma usou em várias ocasiões. O que têm estas peças de especial? A sua história.

O colar com mais de um século de história

De acordo com o blog Order of Splendour que se dedica a explorar factos sobre a realeza, o colar foi um presente do filho da Rainha Victoria (que mais tarde viria a tornar-se no Rei Edward VII) à sua mulher, a então princesa Alexandra da Dinamarca (mais tarde conhecida por rainha Alexandra) para celebrar o seu casamento em 1863. O colar em questão é composto por oito grandes pérolas rodeadas por diamantes e ligadas entre si por pequenas correntes de diamantes com pérolas suspensas. A própria rainha Mãe — a mãe da rainha Isabel II — usou este colar em diversas ocasiões, inclusivamente num banquete anterior em homenagem aos Países Baixos em 1982, pelo que Kate seguiu a mesma tradição no jantar da noite de terça-feira.

À esquerda, a ainda princesa Alexandra da Dinamarca no dia do seu casamento e, à direita, a Rainha Mãe a usar o colar em 1985. Fotografias: Pinterest

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

De acordo com o blog  From Her Majesty’s Jewel Vault, do mesmo autor do Order of Splendour, este colar passou de geração em geração desde a rainha Alexandra. Resumindo: esta deu-o à mulher do seu filho (o rei George V), a Rainha Mary que, por sua vez, o deu igualmente à mulher do seu filho (Rei George VI), a Elizabeth Bowes-Lyon, ou seja, a rainha Mãe. E esta acabou por dá-lo à filha mais velha. Diz-se que Isabel II herdou o colar aquando da morte da rainha Mãe em 2002 mas, até à data, nunca o usou em público. Usou-o Kate neste jantar.

A tiara Lover’s Knot, a favorita de Diana

Esta tiara, além de ter sido uma das mais icónicas peças usadas por Diana, também tem uma história com décadas. De acordo com a revista Town & Country, esta tiara é, na verdade, uma réplica de uma tiara anterior (a Cambridge Lover’s Knot Tiara) que pertenceu à avó de Mary, rainha consorte, casada com George V, e que se pensa que está escondida numa coleção particular desconhecida. A tiara atual foi encomendada pela rainha Mary em 1914 e, para a fazer, sacrificou uma outra tiara da sua própria coleção de joias, a Ladies of England Tiara.

Kate, Diana, Isabel II e Mary: as várias mulheres que usaram a tiara Lover’s Knot. (Fotografia: Pinterest)

Esta tiara foi depois passada à neta, a rainha Isabel II, que a chegou a usar várias vezes nos anos 50. Mais tarde, emprestou-a à princesa Diana quando esta se casou com o seu filho, o príncipe Carlos. No casamento, Diana optou por usar a tiara Spencer, uma herança de família, mas a Lover’s Knot tornou-se uma das suas favoritas, apesar de ser tão pesada na cabeça que chegava a magoá-la. Após o divórcio com o Príncipe Carlos, não lhe foi permitido ficar com a tiara. Esta esteve guardada no Palácio de Buckingham até 2015 quando Kate Middleton a usou pela primeira vez em público.

Diana a usar a tiara em 1985 e Kate Middleton em 2015 e 2016. Fotografias: Pinterest

Os brincos de pérola em forma de lágrima de Diana

A terceira peça de joalharia icónica que Kate usou foram os famosos brincos de pérolas da princesa Diana — as chamadas Collingwood Pearl Earrings. De acordo com o blog real The Royal Watcher, estes brincos foram oferecidos a Diana pelos joalheiros de Collingwood, em Londres, como presente de casamento e Diana usou-os pela primeira vez num banquete um mês antes de se casar e, depois, no própria dia do casamento como parte do visual de despedida.

Diana usou estas pérolas com frequência em eventos diurnos e noturnos e, inclusivamente, em eventos formais. Como combinavam na perfeição com a tiara Lover’s Knot, Diana também os usou muitas vezes em conjunto em aparições públicas, como a que ficou conhecida pela “roupa de Elvis” em Hong Kong em 1989, quando usou um vestido de lantejoulas branco e um casaco de colarinho alto com a tiara e os brincos de pérolas.

O icónico “Elvis Dress” com Diana a usar a tiara e os brincos de pérolas. Fotografia: Pinterest

Kate Middleton ontem à noite no Palácio de Buckingham. (Photo by John Stillwell – WPA Pool/Getty Images)

A última vez que Diana foi vista a usar as pérolas foi na noite em que o príncipe Carlos confessou ter uma relação com Camilla Parker-Bowles. Em 2017, Kate Middleton usou as pérolas de Diana pela primeira vez num banquete dado em honra do Rei Felipe e a Rainha Letizia de Espanha e, entretanto, já as usou em várias outras ocasiões.