“Sou eu mesmo, garanto-vos. Em breve irei celebrar os meus 76 anos e ainda estarei forte.” Foi entre risos que o presidente nigeriano respondeu, durante uma aparição pública, à pergunta se é ou não um clone. Muhammadu Buhari negou, pela primeira vez, as acusações de ter sido substituído por um clone ou um sósia, rumor que tem corrido nas redes sociais há vários meses. Depois de o chefe de Estado ter estado doente, havia mesmo quem dissesse que Buhari já estava morto e que havia tentativas de encobrir a verdade. O presidente, que falava num encontro na Polónia com conterrâneos, considerou os rumores “ignorantes”.

“Muitas pessoas desejaram a minha morte durante a minha doença. Algumas até se dirigiram ao vice-presidente oferecendo-se para serem seus representantes. Isto, claro, deixou-o embaraçado e obviamente que ele me visitou durante a minha convalescença em Londres”, sublinhou o Presidente da Nigéria, a partir da Polónia, onde se encontra para participar na Conferência do Clima da ONU.

As declarações foram gravadas em vídeo e já foram vistas milhares de vezes no Youtube e no Facebook.

Buhari passou vários meses em Londres, em 2017, para receber tratamento médico, e chegou a ter de se ausentar do país durante mais de três meses seguidos. Uma das teorias da conspiração dizia que o atual presidente da Nigéria — e que se recandidata às eleições de fevereiro — havia sido substituído por um sósia sudanês chamado Jubril.

Após o sucedido, o gabinete da presidência nigeriana pôs a circular um email com o título “Sou mesmo eu, Presidente Buhari responde às alegações de ser um clone”, anexando-lhe o vídeo. Na sua página de twitter, Buhari fixou o tweet com as suas declarações, sendo a primeira coisa que se vê quando se visita a página do presidente nigeriano.