História

Tensão entre Portugal e Espanha por causa da viagem de Fernão de Magalhães acentuada por palavras de historiador português

186

Um historiador português diz que o navegador espanhol Juan Sebastián Elcano completou a viagem de Fernão de Magalhães "ilegalmente". Jornal espanhol ABC critica postura portuguesa e silêncio espanhol.

A primeira viagem de circum-navegação aconteceu entre 1519 e 1522

Getty Images

Continua a guerra entre Portugal e Espanha por causa da candidatura da rota de Fernão de Magalhães a património mundial da UNESCO. Depois de o Ministério da Cultura espanhol ter acusado Portugal de ignorar o papel de Espanha e do navegador Juan Sebastián Elcano (que assumiu o comando da expedição após a morte de Magalhães) na candidatura submetida à UNESCO, o jornal espanhol ABC vem agora criticar Portugal, citando as declarações do historiador português José Manuel Garcia ao Diário de Notícias há duas semanas, quando disse que Elcano “completou a volta ao mundo ilegalmente”.

Segundo José Manuel Garcia, os espanhóis que acompanhavam Fernão de Magalhães na viagem entraram em desespero com a morte do navegador português — na região onde hoje são as Filipinas — e a única forma de regressarem a casa foi recorrerem à proposta inicial dos portugueses: voltar pelo Cabo da Boa Esperança. “Foi uma coisa de circunstância”, afirmou José Manuel Garcia ao DN na altura.

O jornal ABC critica a posição portuguesa, afirmando que a explicação do historiador português não “justifica” que “Portugal ignore Elcano nas comemorações do 500.º aniversário”. “O país vizinho continua a arrogar-se o direito de monopolizar as efemérides”, acusa a publicação espanhola, que critica igualmente o “silêncio” de Espanha perante a postura portuguesa. Citando um artigo do primeiro-ministro português, António Costa, no Le Monde Diplomatique, o ABC critica também a “ausência de qualquer menção a Elcano”.

O artigo, assinado pelo correspondente do ABC em Lisboa, continua dizendo que Portugal lutou para avançar com a candidatura da rota de Magalhães como património da Humanidade, “ainda que a expedição de Magalhães e Elcano tenha sido financiada pela Coroa espanhola” e tenha partido e chegado a localidades de Espanha.

Depois das primeiras notícias que davam conta da ausência das referências a Elcano na candidatura apresentada pelo Governo português, a ministra do Mar garantiu ao Observador que a candidatura à UNESCO será feita em conjunto com Espanha. “É uma viagem que foi liderada por um navegador português mas que foi concluída por um navegador espanhol, por isso faz todo o sentido que, em vez de estarmos a dividir esforços, nos possamos unir”, afirmou a ministra Ana Paula Vitorino.

Artigo corrigido às 14h41. A versão anterior deste artigo atribuía erradamente as declarações de José Manuel Garcia ao ABC quando, na verdade, se trata de declarações ao Diário de Notícias citadas agora pelo jornal espanhol.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: jfgomes@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)