Rádio Observador

Bruno de Carvalho

Bruno de Carvalho “quebra mito” sobre Ricciardi, banqueiro diz que “passagens sobre si são inventadas”

Visão fez pré-publicação do livro "Sem Filtro" de Bruno de Carvalho, onde o ex-presidente do Sporting fala de Ricciardi e de uma "história bizarra" após reestruturação. Banqueiro nega três episódios.

Bruno de Carvalho e José Maria Ricciardi numa cerimónia do Grupo Stromp, em Lisboa

Jorge Amaral/Global Imagens

A revista Visão publica esta quinta-feira mais um excerto do livro Sem Filtro – As histórias dos bastidores da minha presidência (que será lançado oficialmente amanhã), de Bruno de Carvalho, onde o antigo presidente do Sporting se propõe a “quebrar um mito”. “José Maria Ricciardi não teve qualquer influência na reestruturação que alcançámos com a banca”, defende o ex-líder dos leões, antes de contar alguns episódios vividos com o banqueiro e candidato derrotado no ano passado.

Colocando Joaquim Góis como o administrador do BES que trabalhou sempre com o Sporting, Bruno de Carvalho argumenta que Ricciardi era uma das pessoas que queria que a então recém eleita direção caísse pouco depois da tomada de posse, acrescentando tratar-se de alguém que “mostrava estar completamente fora dos assuntos”. “Não tenho dúvidas de que, mesmo depois de alcançarmos a reestruturação, ele não era muito favorável”, diz o antigo número 1 do clube verde e branco, antes de contar aquilo que descreve como “uma história bizarra” com o banqueiro e ex-dirigente dos leões.

“Estávamos na sala de direção, em Alvalade, com a porta aberta, a falar normalmente. De repente, põe-se de joelhos à minha frente e agarra-me nas pernas. ‘Perdoe-me, perdoe-me. Estava tão enganado ao longo destes últimos vinte anos. Cometemos tantos erros. Obrigado por tudo o que está a fazer pelo Sporting (…) Ele lá se levantou e parou com aquela figura. Quem é que imagina um homem como Ricciardi, de joelhos, a pedir desculpa? Mas é uma realidade. Venha ele desmentir ou não”, relata Bruno de Carvalho, antes de explicar que o banqueiro se afastou posteriormente pela não renovação com Jorge Jesus na segunda ocasião. “Sabia perfeitamente que muitos daqueles que votaram em mim nas segundas eleições, em 2017, saltariam fora à primeira oportunidade. Foi o caso de Ricciardi”, refere.

Contactado pela Visão para comentar a pré-publicação desse excerto, José Maria Ricciardi que as três passagens sobre si “são falsas e inventadas”. “Na altura em que o dr. Bruno de Carvalho ainda era presidente, disse que só lhe via dois destinos: ou ser arrastado para um processo criminal e recolher à cadeia ou ser internado numa casa para tratamento psiquiátrico. Infelizmente, das duas alternativas, a segunda já não vai ser possível”, salientou.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: broseiro@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)