Afonso Reis Cabral percorreu a Estrada Nacional 2 a pé. A viagem transformou-se num livro

Durante 24 dias, o escritor percorreu, sozinho, a maior estrada do país. No fim de cada dia, relatava os principais acontecimentos na sua página do Facebook. Esse diário foi agora ampliado.

i

Durante 24 dias, Afonso Reis Cabral percorreu os 739 quilómetros da estrada que liga Faro a Chaves

Reinaldo Rodrigues / Global Imagens

Durante 24 dias, Afonso Reis Cabral percorreu os 739 quilómetros da estrada que liga Faro a Chaves

Reinaldo Rodrigues / Global Imagens

Afonso Reis Cabral, autor de O Meu Irmão, tem um novo livro. O Prémio Leya 2014 vai publicar, em setembro, Leva-me Contigo, um relato da viagem que fez a pé ao longo da Estrada Nacional 2, a maior de Portugal.

Durante 24 dias, Reis Cabral percorreu os 739 quilómetros da estrada que liga Faro a Chaves. Sozinho, “deixou que a estrada o guiasse ao encontro das pessoas, localidades e histórias. Atravessou montanhas, cruzou planícies, mergulhou em rios, caminhou debaixo de tempestades e de muito calor. Mas sobretudo parou para conversar com quem encontrava”, resume a sinopse disponibilizada pela editora Dom Quixote.

No final de cada dia, escrevia, na sua página do Facebook, um resumo com o que mais importante tinha acontecido. Esse diário foi ampliado e transformado num livro que chegará às livrarias em setembro. Enquanto isso, pode ser adquirido, em pré-venda, através da Wook.

“Foram semanas de pessoas e paisagens por essa longa estrada”, escreveu o autor na rede social. “Agora não sou eu quem caminha, é o livro. Lá dentro vai saudade e agradecimento. O corpo voltou logo ao normal, eu é que ainda não estou refeito. Quem acompanhou a caminhada — a generosidade das pessoas continua a surpreender-me todos os dias — sabe de onde vem o título.”

Afonso Reis Cabral publicou o primeiro livro, O Meu Irmão, em 2014. Regressou ao romance no ano passado, com Pão de Açúcar, um livro baseado na história verídica do assassinato de Gisberta.

Recomendamos

Populares

Últimas

A página está a demorar muito tempo.