Em apenas sete dias, “Variações” tornou-se no filme português mais visto de 2019, superando “Snu”, que mantinha até então o recorde de melhor do ano.

Até esta quarta-feira, 28 de agosto, a longa-metragem de João Maia foi vista por 84 mil espectadores, acumulando 453 mil euros em receitas brutas de bilheteira, anunciou esta quinta-feira o Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA), citado pelo jornal Público.

O filme sobre António Variações, com Sérgio Praia no papel principal, estreou a 22 de agosto, numa altura em que chegaram aos cinemas o novo filme de Quentin Tarantino, “Era Uma Vez em… Hollywood”, e “Tony”, de Jorge Pelicano, que é já considerado o documentário mais visto de sempre. Logo no fim de semana de estreia, “Variações” liderou as exibições em sala em Portugal, com 49.005 espetadores e 271 mil euros de receita bruta de bilheteira.

O sucesso do filme tem sido tal que, no pódio dos filmes mais vistos dos últimos 15 anos, ocupa atualmente a 18.ª posição. O primeiro lugar pertence ao remake de 2015 de “O Pátio das Cantigas”.