Rádio Observador

Cultura

Versão televisiva de “A Herdade” comprada pelo canal Arte e exibida pela RTP

Longa-metragem portuguesa de Tiago Guedes parte da seleção oficial do Festival de Veneza deste ano será adaptada em série de três episódios pelo canal francês Arte France. RTP também irá exibi-la.

ETTORE FERRARI/EPA

Autor
  • Agência Lusa

A adaptação televisiva do filme “A Herdade”, de Tiago Guedes, foi adquirida pelo canal Arte France, e será transmitida por esta estação no final de 2020, anunciou esta segunda-feira a produtora Leopardo Filmes.

“O filme ‘A Herdade’, de Tiago Guedes, deu origem a uma série, coproduzida com a RTP, que o canal Arte France adquiriu. Composta por três episódios, com cerca de uma hora cada, esta é a primeira série de um cineasta português a ser comprada por aquele prestigiado canal de televisão e será exibida no final do ano 2020”, lê-se no comunicado da produtora portuguesa.

De acordo com a Leopardo Filmes, a RTP também exibirá a série na mesma altura do canal cultural francês, em quatro episódios de 45 minutos. A longa-metragem de Tiago Guedes foi distinguida no sábado com o Prémio Bisato d’Oro de Melhor Realização, atribuído por um júri da crítica independente, presente no Festival de Cinema de Veneza.

Trata-se de um prémio paralelo aos galardões do Festival de Veneza e igualmente distinto dos prémios da Federação Internacional de Críticos de Cinema (Fipresci). “A Herdade”, que entrou na competição oficial do festival de Veneza — o mais antigo da Europa — é protagonizado por Albano Jerónimo e Sandra Faleiro, e tem produção de Paulo Branco.

Para o júri do Prémio Bisato d’Oro (Enguia de Ouro), o filme português, “embora de forma mais íntima e menos espetacular, tem reminiscências do ‘Novecento’, de Bertolucci”, concluindo que “a história é um pedaço de vida, um tempo passado com personagens que se tornam nossos companheiros numa preciosa viagem”.

A longa-metragem conta a história de uma família latifundiária, dona de uma grande propriedade no Alentejo, permitindo traçar “o retrato da vida histórica, política, social e financeira de Portugal, dos anos 40, atravessando a revolução do 25 de Abril e até aos dias de hoje”, como indica a sinopse da obra.

O filme será exibido na terça-feira, no Festival Internacional de Cinema de Toronto (TIFF), onde também se encontra em competição. Esta apresentação vai ser acompanhada pelo realizador Tiago Guedes, o ator Albano Jerónimo e o produtor Paulo Branco, prosseguindo “as negociações das vendas internacionais do filme com uma quinzena de países”, de acordo com a Leopardo Filmes.

“A Herdade” estreia-se nos cinemas portugueses no dia 19 deste mês.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)