O baterista Kalú vai, na terça-feira, partilhar o palco do Teatro Viriato com os “avós do rock” de Viseu, durante um concerto que desafia o estereótipo da idade e no qual serão interpretados doze temas dos Xutos e Pontapés.

O concerto acontece no âmbito do projeto “A Voz do Rock”, criado há quase seis anos, com o objetivo de celebrar o prazer da partilha musical, e que é composto maioritariamente por octogenários de Viseu.

“A ideia de convidar o Kalú surge numa lógica de constante desafio ao projeto”, explicou à agência Lusa a diretora artística do projeto, Ana Bento, do Coletivo Gira Sol Azul. Ana Bento recordou que, “desde o início, foi difícil por o projeto de pé”, porque as pessoas eram “muito mais velhas” do que o previsto.

“Era suposto termos maiores de 60 anos, mas muitas pessoas tinham 80 e 90 anos, muitas eram analfabetas e percebemos que o trabalho ia ser mais difícil do que o que estávamos a pensar. Mas fomos arranjando mecanismos para ultrapassar isso e conseguirmos concretizar os objetivos”, recordou.

Neste momento, “o grupo já está numa fase de mais estabilidade” e mesmo as pessoas mais velhas “já entraram num esquema de trabalho e adquiriram algumas facilidades que no início não tinham”. Ana Bento pensou então em convidar “um músico da velha guarda”, que tenha passado por bandas rock que os “avós do rock” interpretam.

“Só a responsabilidade de estarem a partilhar o palco com pessoas desta dimensão já era outro desafio grande”, frisou, justificando a escolha de Kalú com o facto de ser “uma pessoa muito generosa”, que se identifica com o projeto.

Desde o início, o grupo interpreta “Chuva Dissolvente” e, mais recentemente, “As Torres da Cinciberlândia”, no meio de um repertório variado de temas de bandas portuguesas dos anos 1980 e 1990, mas este concerto terá um alinhamento especial, focado nas canções dos Xutos e Pontapés.

“Os Xutos são uma banda com peso muito grande, têm uma carreira de 40 anos, com a mesma formação e ativa. O concerto será quase como um tributo aos Xutos, com doze temas só deles”, justificou Ana Bento.

Os idosos “ficaram muito entusiasmados com a ideia de tocarem com um músico famoso”, ainda por cima porque já sentem como seus alguns dos temas. Ana Bento contou que, num dos ensaios, um dos idosos disse: “Está a nossa música a dar na telenovela”.

“Eu não estava perceber nada, até que um começa a cantar e era a música ‘À minha maneira’. Eu disse que era um tema dos Xutos e eles responderam: ‘Não, isso é nosso, nós é que cantamos isso'”, recordou.

Há poucas semanas, os idosos tiveram oportunidade de ver um concerto dos Xutos e Pontapés na Feira de São Mateus. “Foi muito emocionante estarem a assistir, identificarem-se com algumas músicas e perceberem que aquilo era real”, disse Ana Bento.

No palco do Teatro Viriato, com Kalú e os músicos do Coletivo Gira Sol Azul, estarão Alcina Pereira, Augusto Gomes, Celso Leitão, Eduarda Ferreira, Ilídia Varanda, Lisete Rodrigues, João, Joaquim Ferreira, José Simões, Judite Salada, António Ferreira, Manuel Fonseca, Maria Alcinda Mendes, Maria Augusta Pinto, Maria Céu Barros, Maria José Marques, Maria Nazaré Cardoso, Miguel Caetano, Ramiro Oliveira, Odete Figueiredo, Virgínia Lourosa e Zulmira Lourenço.

Kalú é o primeiro de vários músicos portugueses que o coletivo pretende convidar para novos concertos especiais.