A Ordem dos Médicos vai disponibilizar, até ao final deste ano, uma base de dados de médicos obstetras com competência para realizar ecografias obstétricas, noticia esta sexta-feira o semanário Expresso.

A decisão da Ordem surge na sequência das notícias relativas ao inquérito ao médico Artur Carvalho, responsável pelos exames feitos a grávidas cujos filhos nasceram com malformações graves.

“Temos tido várias grávidas que estavam a ser seguidas ou tinham exames marcados com o médico alvo de inquérito a pedirem-nos uma alternativa e a todas tem sido dada resposta”, disse o bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, em declarações ao Expresso.

Segundo o mesmo jornal, não são todos os obstetras que têm aptidão oficialmente reconhecida para realizarem ecografias obstetrícas. Serão apenas entre 160 e 180 os médicos habilitados, entre os cerca de 850 que trabalham no Serviço Nacional de Saúde.

Esta lista passará agora a estar disponível no site da Ordem dos Médicos. Basta pesquisar o nome de um obstetra e surgirá a informação relativa à existência ou não da habilitação para realizar aquele procedimento.

A notícia surge também na semana em que o bastonário da Ordem dos Médicos se reuniu com os presidentes dos colégios de obstetrícia e de radiologia para debater o tema.

A Ordem dos Médicos vai passar a ter, aliás, um novo colégio de especialidade, dedicado especificamente à ecografia obstetrica, que será responsável por analisar o perfil de cada médico e perceber se cumpre os requisitos para ser reconhecido como habilitado para realizar esta operação ou não.