O duque e a duquesa de Sussex vão deixar de ter um escritório no Palácio de Buckingham a partir do dia 1 de abril, avança o tabloide britânico Daily Mail. Já era esperado que Harry e Meghan deixassem de ser membros seniores da realeza na primavera, depois de nos primeiros dias do ano terem manifestado na respetiva conta de Instagram a intenção de serem “financeiramente independentes”, um anúncio que tomou o Reino Unido, e não só, de surpresa e que obrigou a rainha a convocar uma reunião de emergência na qual foi decidido que a família real britânica iria apoiar o casal.

Segundo o The Guardian, um porta-voz do casal confirmou ainda que Harry e Meghan vão manter os títulos de “sua alteza real”, contrariamente ao que antes tinha sido anunciado, apesar de não os puderem usar “ativamente”. Harry vai ainda manter as posições militares de major, capitão-comandante e líder de esquadrão, os quais não poderão ser utilizados por um período de 12 meses. O casal perderá o acesso a financiamentos públicos.

Os Sussex são esperados no Reino Unido ainda este mês, até porque um evento do Invictus Games está marcado para o dia 28 de fevereiro, no qual cantor Jon Bon Jovi vai gravar o tema “Unbroken” com o coro dos Invictus Games. O casal vai ainda marcar presença nos prémios Endeavour Fund a 5 de março, entre outros compromissos a decorrerem nesse mês. Meghan está confirmada numa atividade que vai assinalar o Dia Internacional da Mulher, mas poucos detalhes se conhecem referentes à iniciativa. Na agenda está ainda o reencontro do casal com a rainha e restante família real para um serviço religioso dedicado à Commonwealth na Abadia de Westminster, a 9 de março.

Ao todo, Harry e Meghan vão participar em seis eventos antes de se afastarem na família real. Após a data oficial do “Megxit”, a 1 de abril, há ainda iniciativas que vão contar com os duques, ainda que não numa vertente “real”. É o caso dos Invictus Games que acontecem em maio e da Maratona de Londres, a 26 de abril.

O The Mirror explica ainda que as mudanças impostas pelo “Megxit” tornam-se efetivas a 31 de março e que a 1 de abril o casal passará a ser representado pela equipa da sua fundação no Reino Unido. Harry e Meghan vão ainda continuar a trabalhar com os patrocínios existentes e estão a trabalhar numa nova organização sem fins lucrativos.