De acordo com os alemães da Automobilwoche, a que os seus conterrâneos da Auto Motor und Sport deram eco, o CEO da Volkswagen, Herbert Diess, perante um conjunto de directores da marca, admitiu que conceber um software sofisticado é um desafio muito maior do que o inicialmente previsto.

Têm abundado as notícias que apontam para a produção do ID.3 estar atrasada devido a problemas com o software, mas se a Volkswagen garante que o seu primeiro eléctrico da nova vaga chegará ao mercado até ao Verão, as notícias sobre esta conferência provam que o fabricante alemão queria ir mais longe em termos do potencial da programação.

Durante a troca de informações com os restantes quadros da empresa, Diess terá afirmado que o que o preocupa mais é o atraso em relação à Tesla, no que respeita aos sistemas de assistência à condução. Mais do que isso, o CEO terá chamado a atenção para o facto de a marca americana ter mais de 500.000 veículos a circular equipados com Autopilot, a recolher informações das vias de rodagem, em estrada e nas cidades, o que lhe permite melhorar a qualidade das ajudas ao fim de cada 14 dias.

Após a constatação deste atraso, Diess colocou os seus quadros sob grande pressão para recuperar o atraso face à Tesla, mesmo em relação ao sistema keyless. Afirma a Auto Motor und Sport que isto será mais fácil de dizer do que fazer, pois um novo software necessita de metade do tempo para desenvolver, mas outro tanto para aperfeiçoar, dotando-o com os necessários níveis de segurança.

Segundo a Continental, um dos maiores fornecedores de software da indústria automóvel, com quem o Observador já teve a oportunidade de discutir este problema, a limitação dos construtores convencionais é sobretudo imposta por continuarem a conceber os seus veículos, e o respectivo software, como sempre o fizeram até aqui. O que os impede de actualizar a programação à distância – over-the-air, como faz a Tesla – e actualizar o software que controla funções como o motor, transmissão, gestão da bateria e todos os sistemas, da direcção à travagem, passando pela iluminação e sistemas de ajuda ao condutor.