Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A TAP adiou a compra de 15 aviões no âmbito de uma renegociação do plano de renovação da frota da companhia aérea. Um adiamento que irá permitir uma poupança de cerca de mil milhões de dólares.

A notícia é avançada esta terça-feira pelo Jornal de Negócios.

A antiga administração da TAP tinha acordado com a Airbus encomendar 71 aviões até 2025. No entanto, tendo em conta o impacto da pandemia de Covid-19 na atividade, a companhia aérea adiou para 2021 a entrega dos aviões que estava prevista para este ano. Além disso, conseguiu também o adiamento para 2025 a 2027 da maioria da frota que estava prevista ser entregue entre 2021 e 2022.

Esta renegociação do acordo com a Airbus permitiu uma redução em cerca de mil milhões de dólares do investimento previsto para 2021 e 2022, lê-se ainda no Negócios.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR