A Câmara de Almada inaugura na sexta-feira uma Unidade Móvel de Saúde, que pretende promover a vigilância e a literacia na saúde, especialmente nos grupos mais vulneráveis.

‘Dar + Saúde à Saúde’ é um projeto de intervenção comunitária, com recurso a uma unidade móvel, que visa a promoção da saúde de grupos vulneráveis em contexto comunitário”, adiantou a autarquia, no distrito de Setúbal, em comunicado.

Apesar de o principal objetivo ser promover a vigilância e a literacia, a unidade móvel também vai identificar situações de risco, promover rastreios como o do cancro da pele e até “garantir a cobertura vacinal da população que eventualmente não se encontre integrada no Serviço Nacional de Saúde (SNS)”.

Já a disponibilidade dos profissionais de saúde e o material necessário serão assegurados pelo Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) de Almada e Seixal, enquanto entidade parceira do projeto, mencionou o município.

Segundo a nota divulgada, o projeto vai ser apresentado na sexta-feira, pelas 11h, na Biblioteca Municipal Maria Lamas, que se localiza na freguesia da Caparica.

Na ocasião, será assinado um protocolo de cooperação entre o município e a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), através do ACES de Almada e Seixal.