O filme mudo “Maria do Mar”, de Leitão de Barros, vai ser exibido no sábado, na quarta edição da Maratona de Filmes Clássicos em Budapeste, revelou esta segunda-feira a Cinemateca Portuguesa.

Neste ciclo de cinema, programado pela cinemateca húngara, será exibida a cópia restaurada de “Maria do Mar” (1930), numa versão que conta já com a sincronização da música composta pelo pianista Bernardo Sassetti, e gravada em 2010.

A Maratona de Filmes Clássicos de Budapeste decorrerá em vários espaços da capital húngara, entre terça-feira e domingo, programando mais de 70 filmes, clássicos do cinema mundial que sofreram restauros e digitalizações.

“Maria do Mar” é um “notável trabalho de integração da paisagem marítima e da vida dos pescadores da Nazaré numa ficção construída à volta do ódio entre duas famílias, de onde brota uma história de amor que ultrapassa qualquer rivalidade”, resume a Cinemateca Portuguesa.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O filme de Leitão de Barros foi alvo de um trabalho de restauro no laboratório da Cinemateca, em 2000, ao qual foi acrescentado, posteriormente, a banda sonora escrita por Bernardo Sassetti.

A música original foi gravada em 2010, com Bernardo Sassetti (piano), Filipa Pais (voz) e a Orquestra Sinfonietta de Lisboa, sob a direção do maestro Vasco Pearce de Azevedo.