Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os advogados do Condado de Los Angeles estão a tentar que um juiz obrigue Vanessa Bryant, mulher de Kobe Bryant, a fazer uma avaliação psiquiátrica. A equipa jurídica quer que tal aconteça antes de chegar a julgamento o processo judicial que a mulher de 39 anos e demais familiares das vítimas do acidente de helicóptero moveram contra o condado. Em causa, alegam os queixosos, está o facto de alguns elementos das primeiras equipas a chegar ao local do acidente de janeiro de 2020, nomeadamente bombeiros e polícias, terem tirado fotos dos destroços e dos corpos. Além de Kobe, com 41 anos, lenda dos Lakers e do basquetebol mundial, morreram ainda a filha Gianna, de 13 anos, e mais sete pessoas.

Os familiares entraram com o processo em setembro de 2020 e estão a pedir uma indemnização de um valor não revelado, tendo por base as alegadas fotografias e a partilha das mesmas, ainda reclamando a violação dos direitos civis e da privacidade, bem como danos emocionais.

Agora, segundo a NPR, numa moção que chegou na passada sexta-feira a tribunal, os advogados do Condado de Los Angeles pedem que Vanessa Bryant e as restantes pessoas se submetam a avaliações psiquiátricas independentes. Alegam que, sendo ponto central da acusação que as famílias sofreram “severos danos emocionais”, é necessário “avaliar a existência das alegadas lesões emocionais”.

Kobe Bryant eternizado em campo de basquetebol e prédio de 12 andares em Lisboa

“Uma ideia central da defesa do condado é que os danos mentais e emocionais dos queixosos não foram causados por nenhuma conduta dos arguidos, mas antes pelo trágico acidente de helicóptero que resultou na morte dos seus entes queridos. Os queixosos não podem sofrer por fotos que nunca viram e que não foram espalhadas publicamente”, disse um dos advogados segundo a NPR. Do outro lado, os advogados das famílias querem que uma possível avaliação seja “menos intrusiva” do que a que é agora pedida e que definem também como involuntária.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

São esperadas mais novidades a 5 de novembro, para quando está marcada a audiência sobre esta questão em particular, com o julgamento a começar, ao que tudo indica, em fevereiro.

Natalia, “Nani” ou a “filha de Kobe Bryant”. Jovem de 18 anos deixou o desporto para tentar ser como pai e ganhar um Óscar no cinema