829kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

"Chocalhadas": Rui Miguel Pedrosa fotografou os demónios que saem à rua em Podence e agora vai revelá-los

Projeto fotográfico do fotojornalista Rui Miguel Pedrosa, com o título "Chocalhadas", vai estar em exposição em Podence. Esta mostra pretende mostrar a tradição de protagonizada pelos Caretos.

O fotojornalista natural de Leiria expõe em Podence um projeto fotográfico sobre os Caretos daquela localidade, entitulado de “Chocalhadas” e o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, marca presença na inauguração da exposição num dia que fica marcado pelo início das festividades do “Carnaval mais genuíno de Portugal”.

Segundo o autor, os Caretos são “seres misteriosos que fazem nascer um sentimento de curiosidade envolta em bruma e receio. Por um lado, um movimento frenético de cor e som (através dos chocalhos que transportam), mas com rostos diabólicos, intimidantes e assustadores”.

Todos os anos os Caretos saem à rua nas festividades carnavalescas. A sua origem, conta-se, remonta a uma sociedade secreta que, sob o anonimato assegurado pelo disfarce, gozava de uma liberdade sem paralelo, com o poder de castigar, destruir, mas também de provocar, acariciar e exaltar os sentidos, explica Rui Miguel Pedrosa. Acredita-se que os atos errantes dos Caretos seriam uma maneira de expurgar o mal e purificar a comunidade, conclui.

Património Cultural Imaterial da Humanidade o  verdadeiro motivo que move o Careto é apanhar raparigas solteiras para as “chocalhar” (movimento simbolizando o acasalamento). Neste ritual, os trajes são passados de pai para filho, e restaurados, para que a sua utilização possa perpetuar-se no tempo.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

E se antigamente eram apenas os rapazes solteiros que se vestiam de Caretos para “chocalhar” mulheres solteiras, hoje esta é uma tradição que estende para além da idade e do género. A contribuição feminina tornou-se importante para a continuidade da tradição. Ao mesmo tempo, é um reflexo da contemporaneidade, quando a mulher passa a assumir papéis antes exclusivamente designados aos homens.

A exposição pode ser visitada na Casa do Careto de dia 17 de fevereiro até 30 de abril, das 9h às 12h30 e das 14h às 17h30.

 
Assine o Observador a partir de 0,18€/ dia

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Já é assinante?
Apoio a cliente

Para continuar a ler assine o Observador
Apoie o jornalismo independente desde 0,18€/ dia
Ver planos
Já é assinante?
Apoio a cliente

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Apoie o jornalismo. Leia sem limites. Apoie o jornalismo. Leia sem limites.
Desde 0,18€/dia
Apoie o jornalismo. Leia sem limites.
Apoie o jornalismo. Leia sem limites. Desde 0,18€/dia
Em tempos de incerteza e mudanças rápidas, é essencial estar bem informado. Não deixe que as notícias passem ao seu lado – assine agora e tenha acesso ilimitado às histórias que moldam o nosso País.
Ver ofertas