Logo Observador
Saúde

Novo chocolate russo altera metabolismo e prolonga vida

809

Cientistas russos criaram chocolate que melhora o metabolismo e prolonga o número de anos de vida. A receita milagrosa combina carne de ouriço, estrela-do-mar e limão.

JOSÉ COELHO/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

Cientistas russos criaram chocolate com carne de ouriço, estrela-do-mar e limão que melhora o metabolismo e prolonga o número de anos de vida, divulgou hoje a Academia de Ciências da Rússia (ACR).

“O extrato de ouriço e estrela-do-mar retarda o envelhecimento e corrige os processos metabólicos, melhorando a qualidade de vida e contribuindo para a longevidade”, anunciou, em comunicado, a ACR.

Cientistas do Instituto de Química Orgânica, ligado à Universidade Federal do Extremo Oriente russo, consideram que o novo chocolate vai ser muito mais benéfico para o organismo.

Este instituto estuda há mais de 40 anos a estrutura e as propriedades médico-biológicas das substâncias marinhas naturais, criando fármacos e suplementos alimentares.

Os mesmos cientistas apresentaram há alguns meses, em Moscovo, alimentos feitos de algas rodofíceas e laminárias da costa do Oceano Pacífico tais como saladas, gelatina, pão e salsichas.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Ciência

Dos testículos e das vacinas

João Pires da Cruz

Se bem que a pseudociência abre caminho para todo o tipo de disparate e este pode matar, a verdade é que a comunidade científica, e a economia que forma, dificilmente sai incólume nesta história.

Serviço Nacional de Saúde

Vacinação obrigatória

Fernando Leal da Costa
248

Não posso aceitar, a coberto da liberdade de informação, que se dê cobertura jornalística igual e intensa aos que, por total ignorância ou má-fé, insistem em negar o direito dos filhos serem vacinados