Logo Observador
Moda

Como é a primeira loja Forever 21 em Portugal

494

Este sábado, 29 de outubro, a Forever 21 inaugura a primeira loja em Portugal, no Centro Comercial Colombo. Se entrar na fila até às 11 da manhã, recebe um desconto de 50% em toda a coleção.

Se ainda não o fez, aponte na agenda: no dia 29 de outubro, os Estados Unidos estarão mais perto de Portugal. Pelo menos, no que toca à moda. Depois da marca Brandy Melville se estrear com sucesso na Praça Luís de Camões, em Lisboa, chegou a vez da Forever 21. A casa de vestuário e acessórios favorita das jovens norte-americanas vai inaugurar a primeira loja este sábado no Centro Comercial Colombo — um dos 600 espaços que espera abrir por todo o mundo nos próximos três anos.

A nova Forever 21 ocupa mil metros quadrados do piso 1 (ao lado da loja Lefties e em frente à Sfera) onde inicialmente estava previsto receber a Topshop, cuja inauguração apontava para o primeiro trimestre de 2016. Mas enquanto “não há data prevista para a abertura” da estreia da marca inglesa — adianta um dos responsáveis pela comunicação da Sonae Sierra ao Observador — não vai faltar roupa para todos os gostos e feitios. O espaço (que abre já em soft opening esta sexta-feira) segue a mesma organização da reconhecida Forever 21 de Oxford Street, em Londres, e divide-se em seis secções: mulher, homem, acessórios, bijuteria, sapatos e plus sizes (tamanhos grandes).

forever, 21, forever 21, loja, roupa, homem, mulher, portugal, colombo, moda, acessórios,

A marca norte-americana, fundada pelo coreano Won Chang, é conhecida por vender peças tendência a preços acessíveis. (foto: André Marques/Observador)

Um sonho concretizado para os fãs da marca que, até então, dependiam do site online para fazer compras. Agora pode esquecer os 6€ de portes (e cinco dias úteis de entrega) porque as peças mais desejadas da Forever 21 já têm morada nacional. Na lista estão incluídas as linhas activewear e lingerie + sleep com preços acessíveis. Por exemplo, uma saia ronda os 20€ e um casaco bomber chegará aos 30€. Já os tamanhos vão do XS ao XL e do 32 ao 46, com a secção de tamanhos maiores a ir do XL ao XXXXL e do 44 ao 54. A boa notícia? Há novas coleções a chegar todas as semanas. E acessórios junto às caixas a partir de 1€.

Para celebrar a inauguração, a Forever 21 vai distribuir vales de 50% de desconto a todas as pessoas que entrarem na fila até as 11h de sábado, 29 de outubro. Independentemente do número de pessoas, a marca promete oferecer vouchers para gastar em toda a loja — sem exceção — com validade só para o dia da grande abertura. “Junta-te a nós no evento mais inspirador da época com convidados famosos e música a cargo de DJ de topo”, convidam no evento promovido no Facebook. Entre as convidadas confirmadas estão as bloggers Mafalda Castro, Bárbara Inês, Mafalda Sampaio e Sofia Reis.

forever, 21, forever 21, loja, roupa, homem, mulher, portugal, colombo, moda, acessórios,

A nova loja está dividida em seis secções diferentes e, para mulher, há roupa de desporto, lingerie e roupa de dormir. (foto: André Marques/Observador)

Forever 21? O que é isso?

É uma marca norte-americana de moda feminina e masculina que todas as estações aposta nas últimas tendências de roupa para todas as idades. Conhecida pela seu conceito revolucionário fast-fashion, a primeira loja Forever 21 foi fundada por Won Chang em 1984 na famosa cidade de Los Angeles. Chamava-se Fashion 21 e só mudou de nome quando as vendas duplicaram e a marca iniciou a sua expansão.

Hoje é a quinta maior marca da sua especialidade nos Estados Unidos e pretende, nos próximos três anos, abrir mais 600 espaços espalhados pelo mundo. Números que não agradam os consumidores que criticam a etiqueta made in China presente em cerca de 60% das peças à venda na loja. Até à data ainda não foram divulgadas novas aberturas da Forever 21 em Portugal mas estima-se que o crescimento da marca não fique por aqui.

Em fotogaleria, preparámos uma visita guiada à primeira loja da Forever 21 em Portugal.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: ssilva@observador.pt