Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Karl Lagerfeld na Louis Vuitton? Sim, temporariamente. Para celebrar o icónico monograma da marca, criado em 1896 por Georges Vuitton, a casa lançou o projeto Icon and Iconoclasts. O logótipo, composto por desenhos geométricos de flores e com as iniciais LV, vai ser reinventado por artistas convidados, Lagerfeld incluído.

Castanho e dourado, o monograma existe há 118 anos, mas nem por isso passa de moda. Em vezes anteriores, houve quem puxasse pela imaginação e lhe tenha dado um cunho pessoal, ao reinterpretá-lo. Stephen Sprouse e Yayoi Kusama são alguns exemplos, diz o Telegraph. Em 2014, é a vez de outros se chegarem à frente.

Por altura dos 160 anos da marca, o diretor criativo da LV, Nicolas Ghesquière, e a presidente executiva, Delphine Arnault, entregaram nas mãos de seis nomes internacionais a herança da marca. E os escolhidos são Karl Lagerfeld, da casa rival Chanel, Christian Louboutin, a artista contemporânea Cindy Sherman, o arquiteto Frank Gehry, Marc Newson, designer industrial, e a designer japonesa Rei Kawakubo.

O resultado final vai chegar às lojas de todo o mundo, em outubro. Trata-se de uma coleção, de edição limitada, de carteiras Louis Vuitton com a assinatura dos artistas em questão.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR