A cidade do Rio de Janeiro recebeu uma injeção de 4,4 mil milhões de reais (1,46 mil milhões de euros) durante o Mundial, superando a expectativa inicial de mil milhão de reais (330 milhões de euros). Entre 12 de junho e 13 de julho, quando se realizou o torneio em 12 cidades brasileiras, somente o Rio de Janeiro recebeu 886 mil turistas, dos quais pouco mais da metade, 471 mil, eram estrangeiros.

Os adeptos latino-americanos representaram 37,5% do total de estrangeiros, com destaque para argentinos (77 mil), seguidos de chilenos (45 mil) e colombianos (31 mil). Os quase 900 mil turistas que passaram pelo Rio de Janeiro gastaram uma média de 639 reais (212 euros), tendo permanecido, também em média, nove dias na cidade.

A taxa de ocupação dos hotéis situou-se nos 93,8 por cento durante todo o mês que durou o evento, tendo atingido o ápice de 99,75 por cento no final de semana da grande final, disputada entre Alemanha e Argentina no último domingo. Do total de visitantes, 98,3 por cento afirmou que recomendaria o Rio de Janeiro para amigos e familiares, segundo uma sondage de satisfação realizada durante o evento pela empresa GMR – Inteligência de Mercado.

Os dados foram avançados hoje pelo secretário municipal de Turismo do Rio de Janeiro, Antônio Pedro Figueira de Melo. Em todo o país, o número de estrangeiros recebido foi de 846.699, originários de 202 países, além de 3 milhões de turistas brasileiros.