Afinal tratou-se de uma falsa ameaça de bomba. Um avião comercial, que voava de Doha para Manchester, foi escoltado até ao aeroporto de Manchester por um caça da Força Aérea britânica na sequência de o piloto ter tido informação que um engenho explosivo poderia seguir a bordo. A polícia de Manchester já confirmou que se tratou de uma falsa ameaça e que o passageiro foi detido.

De acordo com a BBC, um porta-voz da Força Aérea Britânica confirmou que “o caça foi acionado após o alerta dado pelo piloto do voo comercial” e que “o avião foi escoltado para Manchester onde aterrou de forma segura”. A Qatar Airways emitiu um comunicado a confirmar que iam 265 passageiros e 13 membros da tripulação a bordo.

Apesar de o avião já ter aterrado, o aeroporto de Manchester manteve a suspensão dos voos e ordenou o desvio de, pelo menos, nove voos para outros aeroportos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Matthew Qox, um dos passageiros a bordo, publicou no seu Twitter uma fotografia do momento em que as forças de segurança começaram a aproximar-se do aparelho. Em declarações à BBC, Matthew disse que o momento da detenção foi “bizarro”, com a polícia a dizer a “um homem careca, com uma t-shirt verde, para meter as mãos na cabeça”.

O passageiro Josh Hartley, que seguia a bordo registou o momento em que o caça, um “Typhon” escoltou o avião comercial.

JOSHHARTLEY