Portugal manteve esta quinta-feira o 11.º lugar no ranking da FIFA, apesar da derrota sofrida pela seleção nacional frente à Albânia (0-1), em Aveiro, no primeiro jogo do Grupo I de qualificação para o Euro 2016, que acabaria por provocar a saída de Paulo Bento do comando da equipa.

O resultado teve outro efeito, bem distinto, para os albaneses. Com a vitória frente à seleção portuguesa — a terceira que o país conseguiu arrancar longe de casa, num encontro oficial –, a Albânia conseguiu escalar 25 posições na tabela, chegando ao 45.º posto do ranking.

Portugal mantém-se fora do top-10 desde que acabou o Mundial 2014, competição em que foi eliminado na fase de grupos, ditando a “queda” do quarto para o 11.º lugar.

Ranking da FIFA, de acordo com a atualização feita a 18 setembro:

1. Alemanha, 1.765 pontos.
2. Argentina, 1.631.
3. Colômbia, 1.488.
4. Holanda, 1.456.
5. Bélgica, 1.444.
6. Brasil, 1.291.
7. Uruguai, 1.243.
8. Espanha, 1.228.
9. França, 1.202.
10. Suíça, 1.175.
11. PORTUGAL, 1.150.
12. Chile, 1.100
13. Itália, 1.068
14. Grécia, 1.052
15. Costa Rica, 988

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O futebol português terá agora um período de mudança na sua seleção principal, após a saída, por mútuo acordo com a Federação Portuguesa de Futebol, do selecionador Paulo Bento, e sem que ainda seja conhecido o seu sucessor.

Na atualização desta quinta-feira na hierarquia da FIFA, as duas seleções finalistas do último Mundial continuam a liderar a tabela — a campeã Alemanha está na frente, seguida da vice-campeã Argentina. Ao terceiro lugar subiu a Colômbia, enquanto a Holanda, que fechou o pódio da Copa do Mundo do Brasil, passou a ocupar a quarta posição.

As equipas situadas no topo mantém-se mais ou menos intocáveis, com ligeiras trocas de posição: o Brasil passou a ser sexto e o Uruguai caiu para sétimo, enquanto a França subiu ao nono e a Suíça desceu ao décimo