Norte

A mais recente criação da companhia Útero estreia em Guimarães este sábado, às 22h00. Depois de várias semanas em residência artística na cidade sueca de Malmö, bem como em Londres, “Under” chega ao palco do Centro Cultural Vila Flor. Sob a direção de Miguel Moreira, o espetáculo conta em palco com os bailarinos e cocriadores Dan Watson, Khamlane Halsackda e Sebastian Langueneur. Os bilhetes custam 10 euros.

Jorge Palma vai cantar no Teatro Municipal de Vila do Conde, sábado, às 21h30. Neste concerto acústico, o autor de “Frágil” vai estar acompanhado pelo filho Vicente Palma e por Gabriel Gomes (ex- Madredeus e Sétima Legião). Vicente surgirá na guitarra, no piano ou na voz e Gabriel irá oferecer a sonoridade do acordeão. Enquanto houver estrada para andar, ele vai continuar. Há bilhetes a 12,50 e 15 euros.

Depois do sucesso da 1.ª edição, em março, na Praça das Cardosas, a Portugal Lovers lança a 2.ª edição do “Urban Market à Porter, Moda para Todos“, que ocupa o Hard Club, no Porto. Sábado e domingo há palestras, testemunhos, workshops de imagem e maquilhagem, estando reservado para o fim um desfile de criadores da área do design de moda, acessórios, joalharia, saúde e beleza. Um dos objetivos é reforçar a ajuda e o apoio à divulgação da campanha “Despir o Preconceito”, que pretende desmistificar preconceitos associados ao cancro.

Se a meteorologia assim o permitir, o próximo mercado Cedofeita Viva vai acontecer no sábado, na zona entre Cedofeita e Miguel Bombarda, no Porto. De acesso gratuito, é ali que vão estar reunidos mais de 100 artesãos e vendedores de artigos vintage e restauração, sempre com o vinho como tema central. Vão estar presentes alguns produtores de vinho verde e haverá provas de vinho comentadas, bem com a presença do grupo de narradores “Contos na Eira”, que contarão histórias tradicionais. Às 15h00, quem quiser pode participar no percurso “O Porto da alta burguesia às áreas operárias – Um passeio por Cedofeita de outros tempos”.

10623989_744107515665921_8407667805311204350_o

Ilustração de Paula Craft para o Mercado do Vinho.

André Fernandes vai apresentar o mais recente Wonder Wheel no Auditório de Espinho, sábado às 21h30. A acompanhá-lo vão estar alguns dos melhores músicos de jazz nacionais: Inês Sousa na voz, Mário Laginha no piano, Nelson Cascais no contrabaixo e Alexandre Frazão na bateria. A entrada para o concerto custa sete euros.

Centro

Em Góis tem lugar a V Mostra de Cinema da Amazónia, sábado e domingo. Feitas na região da Amazónia por realizadores locais, as 29 produções cinematográficas que vão ser exibidas englobam um conjunto de documentários, curtas-metragens e animações para os mais novos. Esta ‘viagem’ pela Amazónia é gratuita.

Há quanto tempo não vai à dança? O Teatro Viriato, em Viseu, é palco da “New Age, New Time“, uma mostra de dança contemporânea onde os coreógrafos nacionais têm a oportunidade de mostrar as suas mais recentes criações. Para além de um encontro entre coreógrafos, intérpretes e público, este ciclo procura apoiar os criadores, abrindo espaço para a circulação das peças. E há muitas para ver, é só escolher no programa, que termina este sábado.

Sul

Não vai faltar boa música este fim de semana em Lisboa. Sérgio Godinho leva a Liberdade ao Coliseu de Lisboa, sábado às 22h00. O músico e compositor português vai cantar os temas do disco ao vivo, onde revisita os sucessos de sempre, mas com arranjos totalmente novos. O destaque vai para um tema de Zeca Afonso, ate à data nunca fixado em disco, “Na Rua António Maria”. Bilhetes entre os 15 e os 30 euros.

No mesmo dia, mas no MusicBox, é Paulo Furtado quem sobe ao palco para um showcase, na pele de Legendary Tigerman. A entrada custa seis euros e inclui um whiskey, mas vai ser preciso esperar até às 02h00 para ver o homem tigre.

No domingo, a Aula Magna vai receber Sharon Jones e a sua banda, The Dap-Kings, que lançaram este ano Give the People What They Want. O álbum, que já figura nos tops de melhores do ano que começam a ser publicados, é a desculpa perfeita para comprar um bilhete, cujo preço varia entre os 28 e os 40 euros. A primeira parte vai ser feita pelo músico italiano Luca Sapio.

Atenção pequenada. A Bela e o Monstro estão no Teatro da Trindade todos os sábados às 16h00 e domingos às 15h00, até 28 de dezembro. A história de Jeanne-Marie Leprince de Beaumont que encantou gerações ganha aqui uma roupagem musical e está à espera de crianças com mais de quatro anos. Bilhetes entre os oito e os 15 euros.

munchie

Depois de conquistar os portuenses, o Munchie chegou a Lisboa. ©D.R.

A palavra Munchie já é conhecida dos portuenses. Agora, quer conquistar os lisboetas, já que a hamburgueria que provoca filas de espera na Invicta, numa zona onde não faltam hambúrgueres, acaba de se instalar no número 40 da Praça das Flores. Nada como ir provar, por exemplo, o hambúrguer com queijo mozzarella, maionese de manjericão e limão, cebola frita, alface e tomate grelhado para perceber o fenómeno.

Dia 22 de Novembro, a lisboeta Taberna das Almas, no Anjos, receberá 60 artistas para uma maratona cultural ímpar. É a estreia do 20 XX Vinte, evento com que a Lovers & Lollypops presenteia os portuenses ocasionalmente, e que pode ser resumido assim: 20 bandas, 20 DJs, 20 cartazes, dois palcos e uma exposição; 15 minutos por banda/DJ. As portas abrem às 21h00 e as atuações começam uma hora depois. Os bilhetes custam oito euros, com um whiskey incluído.

O Mandarim“, de Eça de Queirós, despede-se do Teatro Municipal Joaquim Benite, em Almada, este domingo. A boa notícia é que ainda há oportunidade para ver a peça, sábado às 21h30 e domingo às 16h00. A nossa sugestão vai para sábado. Por 14 euros, é possível comprar um bilhete para a peça e para o jantar no restaurante do teatro.

Pela primeira vez juntos em palco, Tó Trips (Dead Combo) e Filho da Mãe vão levar as suas guitarras ao alto, num espetáculo inédito, que só vai ser possível assistir ao vivo no Alentejo. A guitarra acústica vai ser a rainha da noite de sexta-feira, no Centro de Artes do Espetáculo de Portalegre, e no sábado na Adega Mayor, em Campo Maior. Vão ser cinco euros bem gastos.