Rádio Observador

Arte

Joana Vasconcelos vai participar nas celebrações dos 450 anos do Rio de Janeiro

Joana Vasconcelos vai participar nas celebrações dos 450 anos do Rio de Janeiro em 2015 com "uma obra de arte pública inédita".

Exposição da artista no Museu da Arte em Manchester em junho deste ano

LUÍS VASCONCELOS/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

A artista plástica Joana Vasconcelos vai participar nas comemorações dos 450 anos da cidade do Rio de Janeiro, que decorrem no próximo ano, com “uma obra de arte pública inédita”, anunciou a sua oficina, em Lisboa. Joana Vasconcelos apresentará “mais detalhes sobre esta participação” na próxima terça-feira, numa conferência de imprensa às 12h nos Paços de Concelho, em Lisboa, a qual contará com a presença do presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, o presidente do Comitê Rio450, Marcelo Calero, e a própria artista.

Entre março e maio últimos, Joana Vasconcelos apresentou a mostra “Casarão” na Casa Triângulo, na cidade de S. Paulo, no Brasil. A exposição integrava “mais de 20 novas obras concebidas” propositadamente para a mostra na cidade brasileira, segundo o comunicado do atelier de Vasconcelos, que destacou a peça “Aquarela”, uma nova obra da série Tetris.

Joana Vasconcelos, que representou Portugal na Bienal de Artes de Veneza, em 2013, apresentou, há seis anos, a monumental intervenção Contaminação, na Pinacoteca do Estado de São Paulo. Com 43 anos, Joana Vasconcelos é uma das mais internacionais artistas plásticas portuguesas. No passado mês de fevereiro, inaugurou uma exposição, no Museu de Arte da Manchester, no Reino Unido, e, no ano passado, levou obras à galeria da ilha espanhola de Maiorca, a Horrach Moya, e ao Museu Gucci, em Florença.

Também em 2013, as suas obras “Blue Champgane” e “Coração Independente – Vermelho” fizeram parte da exposição Sculpture Walk, no Royal Hospital Chelsea, em Londres. Joana Vasconcelos foi a primeira mulher e a mais jovem a expor no Palácio de Versalhes, em França, superando recordes de público, em 2012, mostra a que se sucedeu a concebida para outra antiga residência régia, o Palácio da Ajuda, em Lisboa, em 2013.

A cidade de “São Sebastião do Rio de Janeiro” foi fundada pelo português Estácio de Sá que desembarcou num istmo entre o Morro Cara de Cão e o Pão de Açúcar, no dia 01 de março de 1565, e ergueu uma paliçada defensiva. Atualmente, a cidade que acolheu a rainha D. Maria I e a corte portuguesa em 1807, foi capital imperial e da República Federal, e é hoje a quinta mais populosa das Américas.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)