Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Julianne Moore, Lupita Nyong’o, Reese Witherspoon e Marion Cotillard desfilaram numa só cor. Até Lady Gaga, à exceção de umas controversas luvas vermelhas, entrou no jogo do “branco mais branco não há” com um vestido de Azzedine Alaïa — a estreia do designer tunisino num evento deste calibre. A 87º edição dos Óscares, que aconteceu este domingo em Los Angeles, vestiu-se de branco com os principais nomes da noite — incluindo nomeadas aos Óscares de melhor atriz e melhor atriz secundária — a jogaram pelo seguro. Até o apresentador, Neil Patrick Harris, mostrou a cor das cuecas ao imitar Michael Keaton numa cena do filme Birdman… e as cuecas eram brancas.

https://twitter.com/PHiltonBrasil/status/569697215008145408

Peças monocromáticas à parte, a elegância dominou a passadeira vermelha mais importante da indústria do cinema. E há bons exemplos a destacar: é o caso da atriz Emma Stone, estrela de Birdman, que brilhou num elegante e dourado Elie Saab. Guarda-roupa e atitude puseram-na, diz o New York Times, mais uma vez na lista das mais bem vestidas. Também Witherspoon, num Tom Ford branco com uma faixa negra, recebeu rasgados elogios. E Lupita Nyong’o destacou-se pelo vestido Calvin Klein feito com seis mil pérolas.

Já Felicity Jones, que deu vida à mulher de Stephen Hawking em A Teoria de Tudo, deixou os fãs divididos com o seu Alexander McQueen acinzentado e com um corpete à base de flores bordadas. Ainda assim — e voltando ao New York Times — é de louvar o “espírito romântico” que trouxe para a cerimónia. Deixando de lado as críticas, aqui fica a fotogaleria de uma das noites mais aguardadas do ano.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR