Forças do governo iraquiano iniciaram esta segunda-feira uma operação militar de larga escala em Tikrit, a cidade natal de Saddam Husseim, com o objetivo de recuperar a localidade das mãos do Estado Islâmico. Esta é a maior operação alguma vez levada a cabo pelo governo iraquiano contra o grupo terrorista.

De acordo com o canal de televisão Al Iraqiya, citado pela Associated Press, a operação está a ser levada a cabo por forças do governo iraquiano, apoiadas por combatentes xiitas e sunitas, recrutados nos arredores da cidade. No terreno estão cerca de 30 mil soldados acompanhados por aeronaves, que têm vindo a bombardear as posições jihadistas, refere a France-Presse.

Um oficial do exército iraquiano explicou à agência noticiosa que as “forças de segurança estão a avançar em três frentes” diferentes, em direção às cidades de “Tikrit, Ad-Dawr e Al-Alam”. O oficial referiu ainda que os militares estão também a avançar ao longo das estradas, de modo a impedir a fuga dos membros do Estado Islâmico.

Algumas horas antes do início da operação, o primeiro-ministro Haider al-Abadi apelou aos combatentes sunitas que abandonassem o grupo terrorista, prometendo-lhes perdão.

Tikrit, a cidade-natal de Saddam Husseim, fica a cerca de 130 quilómetros de Bagdá, a capital iraquiana. A localidade caiu nas mãos do Estado Islâmico durante o verão de 2014, juntamente com a segunda maior cidade do país, Mosul, e com outras regiões sunitas.