A história da Pixar conta as aventuras de Rémy — mais conhecido pelo público como Ratatui –, um rato com dotes culinários que sonhava ser chef e que consegue, graças à sua persistência, chegar à cozinha de um prestigiado restaurante francês. A relação entre este animal e a comida podia ser apenas o enredo de um filme, mas na longa-metragem da vida real existe Ginji: um hamster que prepara sushi, serve peixe, enche copos e atende clientes ao balcão.

Este barman pode ser encontrado na blogosfera e no twitter, onde de forma esclarecedora explica o que faz profissionalmente: “Eu tomo conta de um izakaya” (bar/restaurante japonês). No twitter estão publicadas cerca de 1600 fotografias e há já mais de 70 mil clientes a segui-lo.

Para além desta personagem principal, o dono de Ginji, Kosuke Sato, conta com os restantes hamsters que tem em casa para criar histórias com objetos miniatura.

E ainda que o negócio esteja a correr de feição a Ginji, o hamster tem vida para além do trabalho, claro está. É por isso que este Ratatui japonês pode ser visto também em casa, com os amigos, a ouvir música, a ler um livro ou a mexer no iphone.

Ginji não diz “Bon Appétit!”, é certo. Mas a sua simpatia de olhos em bico faz as honras da casa. Já se imaginou a pedir uma cerveja ou um prato de sashimi ao Ginji? Convidamo-lo a entrar neste izakaya e a pedir o menu.