A missão de relançar e dinamizar a chancela Livros do Brasil, adquirida pelo grupo Porto Editora no início do ano, começou esta sexta-feira com a chegada dos primeiros nove livros às lojas, da coleção Dois Mundos. Entre eles inclui-se o romance Música para Camaleões, do americano Truman Capote, uma nova entrada no catálogo, com nova tradução de Paulo Faria.

Capas com cores mais vivas, mas de certa forma fiéis ao grafismo antigo, marcam o regresso da chancela com 71 anos de existência e prometem fazer balançar qualquer bom colecionador. Para além de Música para Camaleões, de Truman Capote – o único a ganhar uma nova tradução – ganham também nova edição os livros As Vinhas da Ira, A Pérola e O Inverno do nosso Descontentamento, do Nobel John SteinbeckA Condição Humana, de André Malraux, Mrs Dalloway, de Virginia Woolf e três obras do também Nobel Ernest HemingwayO Adeus às Armas, Paris é uma Festa e Na Outra Margem, entre as Árvores.

Os nove livros fazem parte da coleção Dois Mundos, dedicada aos clássicos da literatura, e estão à venda com preços entre os 11 e os 19,90 euros. De acordo com a Porto Editora, as traduções foram alvo de uma “revisão cuidada”. Eis as nove capas:

9 fotos

Entre abril e maio deverão chegar às livrarias Taça de Ouro, de John Steinbeck, O Velho e o Mar, de Ernest Hemingway, e uma nova entrada no catálogo, Piloto de Guerra, de Antoine de Saint-Exupéry.

A Livros do Brasil foi fundada em 1944 (curiosamente o mesmo ano de fundação da Porto Editora) com o objetivo de divulgar as grandes obras da literatura clássica e contemporânea brasileira, bem como os maiores autores da literatura universal.