Altice

Dono da PT faz oferta pela operadora francesa Bouygues Telecom

Patrick Drahi pretende comprar a Bouygues Telecom. Poucas semanas de ter fechado a aquisição da PT Portugal, a Altice oferece dez mil milhões de euros pelo operador francês.

Patrick Drahi é o dono do grupo Altice e da Portugal Telecom

AFP/Getty Images

Patrick Drahi, dono do grupo Altice, e desde o início do mês da PT Portugal, avançou com uma proposta de compra de cerca de dez mil milhões de euros pela Bouygues Telecom, a terceira maior operadora móvel francesa. O negócio foi considerado “indesejável” pelo governo francês.

O dono da Portugal Telecom pretende comprar a Bouygues através da Numericable-SFR, uma empresa de telecomunicações que faz parte do grupo Altice, disse fonte ligada ao negócio, citada pela Bloomberg. A Numericable é a segunda maior operadora móvel do país. O grupo francês fechou no início deste mês a aquisição da PT Portugal por 7400 milhões de euros.

A empresa rival Iliad, controlada por Xavier Niel, vai assumir alguns dos ativos da Bouygue Telecoms, de modo a aliviar as preocupações relativas ao efeito da operação na concorrência, refere a Bloomberg. Para que se concretize, o negócio terá de ultrapassar vários obstáculos regulatórios, uma vez que a fusão das duas empresas reduzirá o número de operadoras móveis em França de quatro para três.

Apesar de as negociações estarem a decorrer há já vários meses, Drahi decidiu avançar com a proposta por estar preocupado com futuras subidas das taxas de juros e com a volatilidade do mercado devido ao efeito do impasse na Grécia. De acordo com a mesma fonte, a Bouygues Telecom irá analisar a proposta no “início da próxima semana”. Uma outra fonte refere que o assunto será discutido na terça-feira. Não é ainda claro se Martin Bouygues, diretor-executivo da empresa, irá aceitar a oferta.

Este domingo, o ministro da Economia francês, Emmanuel Macron, defendeu que as empresas devem estar focadas em procurar novos investimentos e em criar postos de trabalho, e não realizar em fusões, refere o Wall Street Journal. “As consequências da consolidação são negativas ao nível do emprego, como ficou provocado com outros casos europeus. Não é a melhor altura para fusões oportunistas, que beneficiam alguns mas que não são do interesse público“.

Para além da PT Portugal, no mês passado, Drahi adquiriu a empresa norte-americana de cabo Suddenlink Communications, num negócio avaliado em mais de 7,97 mil milhões de euros. Segundo a Bloomberg, a fusão da Numericable com a Bouygues poderá gerar uma receita de mais de 15 mil milhões de euros.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rcipriano@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)