A reitoria da Universidade do Porto vai receber a partir de 5 de novembro a exposição “Orpheu e a sua época”, dedicada ao centenário da revista literária fundada por Fernando Pessoa e Mário de Sá-Carneiro. Entre os vários objetos em exposição, incluem-se os óculos e a máquina de escrever do autor do Livro do Desassossego.

Reunindo vários objetos provenientes da Casa-Museu Fernando Pessoa, em Lisboa, e da Fundação Cupertino de Miranda, em Famalicão, “Orpheu e a sua época” pretende conduzir “os visitantes numa viagem pelo imaginário de um dos maiores vultos da literatura portuguesa”, refere um comunicado emitido pela Universidade do Porto.

Para além dos objetos pertencentes a Fernando Pessoa, como uma carta dirigida a António Ferro ou o emblema da Durban High School, na África do Sul, a exposição inclui ainda exemplares das três edições da revista Orpheu, uma escultura de Mário Cesariny e um quadro da autoria de Cruzeiro Seixas, dedicado ao poeta Mário de Sá-Carneiro.

A inauguração, marcada para o dia 5 de novembro, irá incluir a projeção às 17h do Filme do Desassossego, de João Botelho, que contará com a presença do próprio realizador. No mesmo dia, será ainda realizada uma conferência com Arnaldo Saraiva sobre o centenário da revista. A sessão encerrará com a leitura de poemas de Fernando Pessoa, Mário de Sá-Carneiro, Ângelo de Lima e Ronald de Carvalho, os principais rostos do Orpheu.

A exposição “Orpheu e a sua época” vai estar patente na reitoria da Universidade do Porto, na Praça Gomes Ferreira, até 15 de dezembro. Pode ser visitada de segunda a sexta, das 10h às 18h. A entrada é livre.