Eugenio Figueredo, que é também antigo vice-presidente da FIFA, vai chegar a Montevideu às 12:00 de quinta-feira e será ouvido duas horas mais tarde pela justiça uruguaia, disse a sua advogada à AFP.

O ex-dirigente, de 83 anos, estava a ser ‘disputado’ pelas autoridades judiciais do Uruguai, de onde é natural, e dos Estados Unidos, mas Figueiredo aceitou a hipótese sul-americana, onde será julgado por se ter aproveitado da sua posição para enriquecer pessoalmente.

Detido em maio no quadro de uma investigação ao futebol mundial, Eugenio Figueredo é acusado de ter aceitado subornos pela cedência dos direitos televisivos e de marketing a uma sociedade norte-americana.