Michel Platini, presidente da UEFA suspenso por oito anos, entregou o recurso do castigo na segunda-feira junto do Comité de Apelo da FIFA, confirmou hoje a equipa de advogados do francês à agência noticiosa AFP.

No sábado, o Comité de Ética da FIFA entregou a Michel Platini e Joseph Blatter, os dois suspensos oito anos de toda a atividade ligada ao futebol, os acórdãos dos castigos, permitindo a ambos avançar para recursos.

Em causa neste processo esteve um pagamento de 1,8 milhões de euros em 2011 de Blatter a Platini, por alegados serviços de consultadoria prestados em 2002.

O pagamento em 2011 por serviços prestados em 2002 foi efetuado com base num contrato oral, de acordo com Platini, um tipo de compromisso aceite na Suíça.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A justiça interna da FIFA considerou ter existido “abuso de posição” e “conflito de interesses” no caso julgado, infrações que levaram à suspensão de presidentes da FIFA e UEFA.

O Comité de Ética não revelou o conteúdo dos acórdãos, mas destacou ter “cumprido o compromisso de permitir ao senhor Blatter e ao senhor Platini o acesso aos fundamentos das decisões na primeira quinzena de janeiro”.