Santana Lopes a pensar em Lisboa 2017? Quem o diz "não o faz por bem"

Social-democrata acusa os que insistem em dizer que ele será candidato à câmara municipal de apenas quererem prejudicar o seu trabalho. Santa Casa prepara mudanças na direção. Edmundo Martinho entra.

i

MIGUEL RIOPA/AFP/Getty Images

MIGUEL RIOPA/AFP/Getty Images

Pedro Santana Lopes comentou esta quarta-feira uma eventual candidatura à Câmara Municipal de Lisboa em 2017, dizendo que quem lança o seu nome para a corrida o quer prejudicar.

Bom DiaEsta semana, espero, será dada a resposta a quem volta a uma estratégia já várias vezes usada, lançando o meu...

Publicado por Pedro Santana Lopes em Quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2016

Prometendo dar resposta “a quem volta a uma estratégia já várias vezes usada”, o atual provedor da Santa Casa de Lisboa afirma que as pessoas responsáveis por isso “não o fazem por bem” e “tentam condicionar o trabalho na Santa Casa”.

Na semana passada, o líder da bancada do PSD na Assembleia Municipal, Sérgio Azevedo, disse em entrevista ao jornal i que “Santana Lopes é o melhor candidato à câmara de Lisboa”, uma ideia que colhe apoios junto de militantes do PSD Lisboa.

Novidades na Santa Casa

Santana promete, no entanto, pôr fim às especulações em breve. Isto porque deverá ser conhecida nos próximos dias a nova direção da Santa Casa, depois da saída de dois dos vogais da direção ligados ao CDS, Pais Afonso e Rita Valadas. Um dos lugares será preenchido por Edmundo Martinho, ex-presidente do Instituto da Segurança Social. O outro lugar será preenchido por uma personalidade indicada pela Câmara de Lisboa, o que acontecerá pela primeira vez e que deriva das atuais estreitas relações entre Santana e o atual primeiro-ministro, António Costa.

O mandato de Santana na Santa Casa termina em setembro de 2017, data que coincide com o calendário das autárquicas. Mas poderá ser prorrogado pelo Governo.

O social-democrata desempenhou as funções de presidente de Câmara Municipal de Lisboa entre 2002 e 2005, antecedendo António Costa. Dentro do PSD é adquirido que Santana seria o candidato natural nas eleições autárquicas do próximo ano e que este gostaria de regressar ao lugar que já ocupou. O provedor da Santa Casa, no entanto, não quer ouvir falar de notícias sobre o assunto, alegando estar concentrado nas atuais tarefas. Por enquanto.

Recomendamos

Populares

Últimas

A página está a demorar muito tempo.