O presidente da FIFA, Gianni Infantino, disse esta quinta-feira que não há “nenhuma fórmula mágica” mas sim “trabalho, paixão e alegria” para superar a crise institucional e recuperar a imagem do futebol mundial, abalado por sucessivos escândalos de corrupção.

“A fórmula para superar tudo isso é o trabalho, a paixão e a alegria. É o que nós temos que fazer. Trabalhar de forma transparente, aberta, séria e profissional”, disse Gianni Infantino, que falava na Bolívia, durante uma visita à América do Sul.

O presidente da FIFA chegou na quarta-feira à Bolívia, após visitar o Paraguai e o Uruguai, e já esta quinta-feira participou num jogo de futebol com uma equipa do presidente boliviano Evo Morales, que é um apaixonado da modalidade.

“Devemos demonstrar ao mundo, com ações, que estamos aqui com a responsabilidade de cuidar do futebol”, disse o dirigente ítalo-suíço Gianni Infantino, que há um mês foi eleito presidente da FIFA.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Durante esta visita de alguns dias, Gianni Infantino disse que conheceu líderes que têm essa paixão, essa ilusão de fazer as coisas como deveriam ser feitas, num continente que foi fortemente afetado por esta crise.

O responsável máximo do futebol mundial anunciou que ele e os líderes locais vão procurar, em conjunto, “desenvolver projetos e estabelecer uma nova imagem da FIFA, da Conmebol e federações nacionais”.