Livros

Feira do Livro de Lisboa: guia prático para não se perder

4.459

Começa esta quinta feira, dia 26, mais uma edição da Feira do Livro de Lisboa. Dizemos-lhe quais a novidades, as tradições que se mantêm e revelamos alguns destaques da programação

Álvaro Isidoro / Global Imagens

Autor
  • Rita Silva Freire

Todo os anos é igual, só muda (e pouco) a data. Desta vez é a 26 de maio, esta quinta-feira, que o Parque Eduardo VII, em Lisboa, se enche para receber a Feira do Livro. É a 86.ª edição, que se estende até ao Dia de Santo António, segunda-feira, 13 de junho. São mais de duas semanas a celebrar a literatura, numa festa que é feita de livros, escritores e leitores, mas também de farturas, algodão doce e tudo o que faz destes dias passados na feira um programa irresistível. Para que não perca nada, o Observador diz-lhe o que há de novo e as tradições que se mantêm.

Pavilhões

Como já vem sendo habitual, ao longo das laterais do Parque Eduardo VII espalham-se os pavilhões das várias editoras e alfarrabistas participantes. Este ano os números batem recordes: estarão presentes 123 (10 deles pela primeira vez na feira) divididos em 277 pavilhões, que representam 600 editoras/chancelas. Será difícil ver tudo em apenas um dia. Um truque? Numa ida à feira conheça a lateral da esquerda, na ida seguinte a da direita. Ou então não siga plano nenhum, também não é má ideia.

Hora H

Começou há poucos anos mas é já um sucesso. É a Happy Hour dos livros. A partir de dia 30, de segunda a quinta, entre as 22h e as 23h, é possível adquirir, nos pavilhões dos editores participantes, livros com 50% de desconto (que se aplica a todos os que estão fora da Lei do Preço Fixo, ou seja, que foram editados há mais de 18 meses). As filas podem ser extensas: vá uma ou duas horas antes, veja que editoras vão aderir a esta happy hour, escolha os livros que lhe interessam e, a partir das 22h, corra para os pagar.

Crianças

Não há programa melhor que um dia passado no jardim, com farturas, pipocas, algodão-doce e livros. Além de deixar os mais novos folhear os livros, permitindo-lhes escolher que mundo encantado levar para casa, há atividades a não perder. Uma das novidades é a iniciativa Acampar com Histórias, dirigida a miúdos entre os 8 e os 10 anos. São oito noites em que será possível acampar na Estufa Fria e passar uma noite dentro da Feira, na companhia de escritores, ilustradores, contadores de histórias. Os telemóveis não entram e na mochila deverá ir um saco-cama, escova e pasta de dentes e uma toalha de rosto. A inscrição custa dez euros mas esta promete ser uma noite verdadeiramente inesquecível (a 27 e 28 de Maio, 3, 4, 9, 10, 11 e 12 de Junho). Para os que vão apenas durante do dia, como já é tradição, a feira conta com vários espaços dedicados aos mais novos: além das zonas reservadas nos pavilhões de cada participante, onde será possível conhecer os autores favoritos e ouvir contar diversas histórias ou encontrar uma personagem de encantar, as Bibliotecas Municipais contam com um espaço com atividades, que vão desde o Yoga Mágico em Família (a 29 de Maio, pelas 11h30) ao workshop Pão a Pão (4 de Junho, às 18h).

[o mapa da Feira do Livro de Lisboa deste ano; clique aqui para ampliar]

Mapa Feira do Livro 2016

Cinema

É uma das novidades desta edição. Para celebrar o aniversário de Virgílio Ferreira vai ser projetado o filme “Manhã Submersa”, numa parceria com a Cinemateca. Antes do filme, será possível assistir a uma conversa entre o realizador, Lauro António, e Lídia Jorge (a 3 de junho, às 21h).

App Mobile Feira do Livro de Lisboa

A feira está cada mais tecnológica. No dia de abertura será lançada a aplicação e, aqueles que a descarregarem, terão no seu telemóvel, entre outros conteúdos, o mapa da feira, a programação e os livros do dia.

Comida

As farturas Otário marcam presença, tal como as pipocas, o algodão doce e as bifanas. Mas há mais. São vários os restaurantes a marcar presença no parque: ao todo são 40 espaços de restauração, 10 deles em estreia na feira, como as Piadinas, os pastéis de massa tenra da Maria Tenra e a comida biológica da The Cru. De resto, há comida para todos os gostos: pizzas, hamburgures, comida de autor, comida mexicana, bagels, cachorros, bolas de Berlim e muitas outras iguarias.

Dê Nova Vida aos Livros

É a campanha promovida pela APEL e o Banco de Bens Doados. No seu pavilhão será possível deixar um ou mais livros nas estantes. Livros esses que serão, no fim, entregues a crianças de instituições que fazem parte da rede do Banco de Bens Doados. No ano passado foram angariados três mil livros. Este ano a organização esperar superar este número.

Escritores

Ninguém esquece o encontro com o escritor favorito. Serão centenas os que passarão pela feira nestas duas semanas, entre sessões de autógrafos, lançamentos de livros e debates. O Observador deixa-lhe alguns destaques:

26 de maio: Sessões de autógrafos com Pepetela, Inês Pedrosa, Maria Teresa Horta, Sandro William Junqueira.

28 de maio: Sessões de autógrafos com António Lobo Antunes, Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada, Patrícia Reis, Rita Ferro, João Tordo e João de Melo. Rui Cardoso Martins lança Levante-se o Réu Outra Vez. John Banville apresenta A Guitarra Azul.

29 de maio: Sessões de autógrafos com Manuel Alegre, David Machado, Ana Margarida de Carvalho e Gonçalo M. Tavares. Lançamento de Putinlândia, de Bernardo Pires de Lima. Showcooking de comida vegetariana pelo casal David Frenkiel e Louise Vindahl e de Sopas, Saladas e Chás Detox por Lillian Barros.

3 de junho: Debate e Leituras em torno de As Coisas que os Homens me Explicam, de Rebecca Solnit. Debate e leituras em torno de As Coisas que os Homens me Explicam, com Patrícia Müller, Maria do Rosário Pedreira, Andréa Zamorano, Ana Cássia Rebelo, Helena Vasconcelos, Filipa Martins e Tânia Ganho

04 de junho: Sessões de autógrafos com Lídia Jorge, Inês Pedrosa e Rui Miguel Tovar. Entrega do Prémio Leya a António Tavares; lançamento de O Cão que Comia a Chuva, de Richard Zimler e Júlio Pomar.

05 de junho: Sessões de autógrafos com Maria Teresa Horta, Ondjaki, Afonso Cruz e Pepetela. Showcooking de Ágata Roquette.

08 de junho: Lançamento de Vinte Poemas para Camões, de Manuel Alegre.

09 de junho: Lançamento de Para lá do Relvado: o que podemos aprender com o futebol, de Raquel Vaz-Pinto. Apresentação por Ricardo Araújo Pereira, António Lobo Xavier e Bernardo Pires de Lima.

10 de junho: Sessões de autógrafos com Nuno Júdice e Manuel Alegre.

11 de junho: Sessões de autógrafos com Luís Sepúlveda, João de Melo e Maria Teresa Horta

12 de junho: Sessões de autógrafos com Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada, Inês Pedrosa e João Tordo. Debate sobre a liberdade de expressão, com Fernanda Câncio, Daniel Oliveira e Ricardo Araújo Pereira.

13 de junho: Daniel Sampaio e Ondjaki estarão na Praça Leya.

[site oficial da Feira do Livro de Lisboa aqui]

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)