Dark Mode 94,8 kWh poupados com o MEO
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Hoje é um bom dia para mudar os seus hábitos. Saiba mais

Crítica de Livros

Crítica de Livros

"Tono-Bungay". Dickens ficaria orgulhoso de Wells

Em "Tono-Bungay", as arrebatadoras narrativas de ficção científica de H. G. Wells dão lugar a uma igualmente arrebatadora obra sobre a Inglaterra classista do início do século XX.
Crítica de Livros

Os olhos de Borges foram também os de Manguel

Durante quatro anos, o jovem Manguel passou alguns dos seus serões a ler para Borges, já cego. Um privilégio que só mais tarde compreendeu e que agora revisitou num pequeno livro de memórias.
Crítica de Livros

Um universo demasiado pequeno /premium

Depois de uma excelente trilogia, um díptico menos conseguido. Jón Kalman Stefánsson envolve as personagens numa densa neblina, exigindo total concentração ao leitor. Valerá a pena o esforço?
Crítica de Livros

A Ajuda que ensina /premium

Aprofundar a história de palácios e museus nacionais tem um óbvio papel superlativo por serem uns e outros instituições de primeira linha da representação identitária.
Crítica de Livros

Gardeazabal e a recompensa de ser pobre

Em "A melhor máquina viva", José Gardeazabal opõe pobreza e abundância, o humano e o animal, olhando para o mundo com uma clareza refrescante.
Crítica de Livros

A graça do suicídio, segundo Cláudia Andrade /premium

"Caronte à Espera" é mais uma prova cabal das virtudes literárias de Cláudia Andrade, que aqui trabalha um objeto sensível forma extraordinariamente original, subtil e persuasiva.
Crítica de Livros

Moçambique: primeiras fotografias /premium

381
Um livro que é uma partilha daquilo que foi feito no Moçambique português sobre a fotografia, documentos que revelam muito mais do que simples imagens.
Crítica de Livros

O desconforto de estar dentro de casa

Sete casas, sete vidas. Na sua última coletânea de contos, Samanta Schweblin explora um tema que lhe é querido — os limites do privado e como a semente do desconforto pode germinar dentro de casa.
Crítica de Livros

Djaimilia, a distância e a força da saudade /premium

O novo livro de Djaimilia Pereira de Almeida fala de uma mãe e de uma filha ligadas por uma linha de telefone, da sua relação construída à distância e das palavras que chegam por um auscultador.
Crítica de Livros

Cartuxa: uma arquitectura para o silêncio /premium

O estudo da arquitectura destas construções, como neste livro de Luís Ferro, é a chave-mestra para entrar neste pequeno mundo de eremitismo e silêncio, simplicidade, pobreza e disciplina.
Crítica de Livros

Opressão e violência: Atwood regressou a Gileade /premium

Trinta e cinco anos depois de "A História de uma Serva", Margaret Atwood regressou ao mundo distópico de Gileade para dizer que ainda é relevante falar sobre opressão e violência de género.
Crítica de Livros

Ibo, um paraíso em perigo /premium

A Ilha do Ibo (Cabo Delgado, norte de Moçambique) faz parte da reserva mundial de biosfera. Um levantamento desse património — também cultural — foi agora realizado por iniciativa francesa.
Crítica de Livros

O gospel da dor e do alento de James Baldwin /premium

112
O primeiro romance do escritor nascido no bairro de Harlem, em Nova Iorque, é um exemplo de dor transformada em literatura, a partir do “pão que o diabo amassou”.
Crítica de Livros

A Bíblia ao ar livre /premium

417
Um livro sobre o claustro da abadia de Santa Maria de Celas que é uma dedicatória ao monumento mas é também uma homenagem aos historiadores da Arte portuguesa.
Crítica de Livros

Amor e guerra no tempo de Napoleão Bonaparte /premium

Considerada a obra-prima de Jeanette Winterson, "A Paixão" fala do amor que escraviza, da paixão que é um demónio e de alguns daqueles que se perderam por amor. A guerra serve de pano de fundo.
Crítica de Livros

Com Annie Ernaux, as imagens não desaparecerão /premium

Em "Os Anos", de Annie Ernaux, a autobiografia confunde-se com a crónica histórica, para dizer que acima de um “eu” haverá sempre um “nós” do qual somos indissociáveis.
Crítica de Livros

Luxo doméstico, coleccionismo privado /premium

Um roteiro pela cerâmica industrial portuguesa feita entre as duas grandes guerras com função de partilha pública, ajudando a um maior esclarecimento das artes decorativas portuguesas.
Crítica de Livros

Sadeq Hedayat e a cegueira da solidão

Em "O Mocho Cego", o autor explora uma espécie de quarentena, não imposta pelo exterior, mas decidida pelo seu protagonista. Um romance obscuro com um propósito luminoso.
Crítica de Livros

Jokha Alharti: uma janela para o outro /premium

Em "Corpos Celestes", assistimos à transformação da sociedade omanense através da vida de três irmãs e da sua família, numa obra que nos fará compreender uma cultura muito diferente da nossa.
Crítica de Livros

"& etc..." e a liberdade em guarda /premium

Esta é a memória viva de um tempo antigo mas (ainda) influente. O regresso à revista "& etc", 26 suplementos mensais, de oito páginas cada, que merecem ser revisitados numa nova compilação.
Crítica de Livros

Rui Nunes: em defesa do sentido /premium

Rui Nunes decidiu soltar-se das narrativas, do romanesco, do sentido e da ordem natural do pensamento. A questão é que, passada a euforia da libertação, é difícil ficarmos contentes com o que sobra.
Crítica de Livros

Barker ouviu as musas e cantou a cólera de Aquiles /premium

O herói grego renasce neste romance de Pat Barker. A narradora é a escrava e troféu de Aquiles, Briseida, que por tanto querer fugir da história dele, acabou por fazer parte dela.
Crítica de Livros

José Mattoso e a História provisória

469
A reedição de "Narrativas dos Livros de Linhagens" recupera importantes textos ibéricos mas também o valor insubstituível da interpretação da História e da honestidade intelectual.
Crítica de Livros

Evguéni Zamiátin: o livro com paredes de vidro

Em "Nós e Outras Novelas", Evguéni Zamiátin coloca o direito individual em conflito com o bem da comunidade, numa distopia onde ter alma é uma doença.
Crítica de Livros

"O Papa": no fim, podem ficar dois

111
Anthony McCarten, guionista de “A Teoria de Tudo” e autor de “A Hora Mais Negra”, discorre numa estrutura romanesca a vida de dois papas: um receoso de o ser, outro desejoso de se libertar.
Crítica de Livros

Ana Teresa Pereira: escrever para tudo ficar certo

É sobre isto "O Atelier da Noite": como ao procurar encontrar-se com as personagens, a escritora se perde a si mesma, como ao escrever os seus romances está sempre, de alguma forma, a moldar-se.
Crítica de Livros

Cristina Carvalho e o seu possível Bergman

206
"O Caminho Contra o Vento" é um relato apaixonado da vida do génio cinematográfico Ingmar Bergman sem nunca esquecer a essência do realizador.
Crítica de Livros

O homem que destruía livros para os salvar

Uma das obras mais relevantes do checo Bohumil Hrabal, "Uma Solidão Demasiado Ruidosa" é um hino à literatura, à sabedoria e a afirmação da necessidade de os preservar contra todas as dificuldades.
Crítica de Livros

João Tordo e o romance preso numa encruzilhada

Em "A Noite em Que o Verão Acabou", o escritor sabe que o que nos prende a um thriller é a capacidade de criar a ilusão de que a história aconteceu de facto às personagens que inventa.
Crítica de Livros

Carl Jung e o fascínio das boas memórias

325
A vida de Jung é relativamente simples; no entanto, tem o encanto que se encontra no princípio das coisas grandes e este livro é um registo dos problemas da psicologia quase desde o princípio.
Crítica de Livros

Churchill: o protagonista perfeito

184
Do aristocrata sofisticado ao Salvador da Nação, do proscrito ao herói, é difícil encontrar melhor matéria literária do que a história do antigo primeiro ministro inglês.
Crítica de Livros

A.M. Pires Cabral. O engenho, a valentia e o gozo

302
Usar da leveza para tratar os mais sérios assuntos: eis um dos propósitos do testamento poético de um autor raro em terra de sisudez literária.
Crítica de Livros

Allen Halloween: o rei do rio que não chega ao mar

A melhor maneira para compreender os lamentos que envolvem a saída de cena do rapper de Odivelas será ler as letras que cantou, reunidas no livro "Livre Arbítrio".
Crítica de Livros

Fascistas, esses pobres diabos

119
No "Manual do Bom Fascista", Rui Zink descreve-o como sendo tudo e o seu contrário, com humor. Mas se não acharmos graça, somos nós o bobo da festa, aquele que não percebeu a piada.
Crítica de Livros

O restauro como emblema e exemplo

O mais recente número da coleção "Património", da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, é dedicado à história do Palácio dos Condes de Tomar.
Crítica de Livros

A Sacavém dos britânicos

252
Há um novo livro que conta a história da Real Fábrica de Louça e Azulejos de Sacavém, que recorda também a influência sobre a vida cultural e material de um certo quotidiano.
Crítica de Livros

O Alentejo ventoso de Ana Margarida de Carvalho

158
O Gesto Que Fazemos Para Proteger a Cabeça é construído a apontar para o virtuosismo e não para a narrativa propriamente dita, o que leva a que a escritora se veja obrigada a nunca descansar.
Crítica de Livros

Francisco José Viegas e o seu quase policial

"A Luz de Pequim" é a nona aventura do inspetor Jaime Ramos, neste policial que nunca chega a sê-lo, numa narrativa altamente introspetiva.
Crítica de Livros

Chico, o escritor que escreve sobre outro escritor

O novo livro de Chico Buarque fala sobre um escritor sem inspiração caído em desgraça que gosta tanto de mulheres como de confusões. O Brasil contemporâneo de Bolsonaro serve de subtil pano de fundo.
Crítica de Livros

Fernando Lemos: design e celebração

A monografia-catálogo sobre o artista português surge associada à exposição organizada pelo MUDE e volta a reforçar o legado fundamental e multidisciplinar de Fernando Lemos.
Crítica de Livros

Salvar o planeta um cadáver de cada vez

144
"Conduz o Teu Arado sobre os Ossos dos Mortos", de Olga Tokarczuk, é um "thriller" policial bucólico, com toques de contos de fadas sombrios, sobre como a Natureza se pode vingar da humanidade.
Crítica de Livros

Eu, Eu, Eu, Eu, Elton John

‘Eu, Elton John’, a autobiografia de Elton John, pode ser lida sob duas perspectivas, ambas condenadas a, por motivos diferentes, frustrar o leitor.
Crítica de Livros

John le Carré e a ficção da "resistência"

O mais recente "Agente em Campo" está a meio caminho entre as obras dos melhores dias do autor britânico e aquelas que foram quase absolutas decepções
Crítica de Livros

Veterinário fotógrafo: Jorge Bacelar, troca vital

927
Nuns curtos seis anos, Jorge Bacelar atingiu a maturidade técnica fotográfica, ao mesmo tempo que o seu microcosmos da veterinária no campo lhe deu acesso a um ambiente particular.
Crítica de Livros

Casa São Roque: o Porto no seu melhor

Uma nova monografia conta a pequena grande história de uma "serena residência", e adiciona uma nova peça ao puzzle da historiografia arquitectural do Porto.
Crítica de Livros

Henri Bergson e os limites do humor

121
Com o filósofo francês aprendemos a ver como o humor é um mecanismo humano e, por isso mesmo, é muito difícil pronunciarmo-nos moralmente sobre ele de forma definitiva.
Crítica de Livros

Bret Easton Ellis e a arte de dizer mais do mesmo

"Branco" é uma autobiografia ensaística que nos leva da L.A. dos 70s à Nova Iorque de Trump mas é também um livro em que o autor americano é tudo menos disruptivo.
Crítica de Livros

Brasília: história da construção de uma embaixada

115
O livro dedicado ao edifício da Embaixada de Portugal em Brasília, projectado por Raul Chorão Ramalho, faz parte de um aparente impulso de reaproximação à obra de arquitectos quase esquecidos.
Crítica de Livros

Dos deuses e das empregadas de mesa

113
Ler Akutagawa, numa época que a cultura japonesa está muito em voga, é levantar o véu de uma cultura que talvez não conheçamos assim tão bem.
Crítica de Livros

O vício da ordem, Segundo John Williams

Em tudo diferente dos extraordinários "Stoner" e "Butcher’s Crossing", a história de Augustus é contada a partir de memórias, correspondências, diários e libelos de personagens que o rodearam.
Crítica de Livros

Filipe Pimentel e as expectativas de mudança

539
O testemunho de António Filipe Pimentel enquanto director do Museu Nacional de Arte Antiga está publicado em livro, um feito raro entre nós que merece atenção e reflexão.
Crítica de Livros

Júlio Siza: a surpresa tropical

Um álbum agora produzido em modo de auto-edição mostra a obra e a importância de Júlio Augusto Siza na história e na evolução da fotografia portuguesa.
Crítica de Livros

Um policial cómico, com pouco de cada

O "policial cómico" de Álvaro Filho promete falar do problema do AL em Lisboa, mas isso não acontece. As personagens inusitadas são o miolo de uma história onde falta muita coisa, incluindo suspense.
Crítica de Livros

O Imprevisível, aventureiro e incalculável Schulz

No meio de todo o surrealismo de Schulz encontramos descrições muito precisas da forma como funcionamos. "Sanatório Sob o Signo da Clepsidra" é um exemplo perfeito.
Crítica de Livros

Afonso Furtado: desolação e dissolução

"Contaminações" percorre minas abandonadas em Portugal e é o foto-livro em condições de excelência que este muito bom fotógrafo nunca tivera em três décadas e meia.
Crítica de Livros

Ilha de Moçambique: "Cruzou-se tudo aqui"

Vasco Rosa escreve sobre o livro de Alexandre Alves Ferreira, que procura traçar a história de um espaço geográfico único, mas que não consegue evitar cair em algumas falhas.
Crítica de Livros

"O Custo de Vida" e a praga das autobiografias

202
Tal como os jacintos d' água que invadiram as águas do rio Sorraia, também os livros autobiográficos invadiram a literatura. "O Custo de Vida", de Deborah Levy, pertence a esta praga infestante.
Crítica de Livros

Mário Cláudio: não há muito que se possa salvar

"Tríptico de Salvação", o último livro de Mário Cláudio, fala de um homem rico que quer encomendar um tríptico religioso a Lucas Cranach. Carlos Maria Bobone deu-lhe duas estrelas.
Crítica de Livros

A disneyficação da História

Amor Towles tem um novo livro. José Carlos Fernandes olhou para o último, um romance ambientado na URSS de Estaline com um Kremlin tão luminoso como o Castelo da Cinderela. Deu-lhe duas estrelas.
Crítica de Livros

A noite escura de Martin Amis

Em "O Comboio da Noite", do britânico Martin Amis, uma mulher polícia com nome de homem é confrontada com a morte suspeita de uma jovem que conhece. Miguel Freitas da Costa dá-lhe três estrelas.
Crítica de Livros

Michael Herr e a magia da guerra

Em "Despachos", Michael Herr escreve sobre o centro da guerra do Vietname, que não está na Casa Branca ou em Saigão, mas em Hue e em Khe Sanh, nos sítios onde há miúdos assustados de arma em punho.
Crítica de Livros

As maravilhas que se descobrem com Max Porter

Depois de "O Luto é a Coisa com Penas", "Lanny" é energia crua que percorre a espinha. Crua e dura. O leitor trabalha para decifrar a escrita do autor inglês, mas o retorno é mais do que garantido.
Crítica de Livros

Pitum Keil: coisas sérias a brincar

299
Quem julgue que a floresta é o maior imbróglio do interior do país encontrará talvez nestas "Crónicas da Província", que também se chamaram "Cartas da Serra", algo que o fará mudar de opinião.
Crítica de Livros

A história de Yerney é a mais triste do mundo

Expulso da casa que construiu com as próprias mãos, Yerney, personagem marcante de Ivan Cankar, embarca numa viagem em busca da Justiça. Não é capaz de a encontrar porque foi escondida pelos homens.
Crítica de Livros

A outra distopia de Ray Bradbury

182
"A Morte é um Acto Solitário", uma das obras menos conhecidas do norte-americano Ray Bradbury, leva-nos a uma Hollywood decrépita e a extinguir-se, onde morrer parece ser a única constante.
Crítica de Livros

Ali, Foreman e uma varanda em Kinshasa

Norman Mailer seguiu cada passo da preparação dos dois lutadores Ali e escreveu duzentas e quarenta páginas assombrosas sobre o mais histórico dos combates de boxe.
Crítica de Livros

Modernismo algarvio: pupilas incendiadas

153
Vasco Rosa escreve sobre a cena modernista do Algarve, a propósito de uma nova exposição e do respetivo recém-editado catálogo que destaca a qualidade das obras e da documentação reunida.
Crítica de Livros

Han Kang. Novo livro é tudo e não é coisa nenhuma

Em "Livro Branco", a sul-coreana Han Kang mergulhou na história familiar para falar da própria tristeza. O resultado é uma obra híbrida difícil de definir, e onde há muito branco. Talvez demasiado.
Crítica de Livros

Schlump ou As Mil e Uma Noites da Primeira Guerra

A propósito de uma nova reedição, João Pedro Vala regressa ao clássico de Hans Herbert Grimm, um romance sobre a tragédia da guerra e sobre as personagens que dela sobressaem.
Crítica de Livros

Estação de São Bento, uma "memória de Paris"

255
Um livro que conta a história de um dos mais emblemáticos edifícios do Porto, que o revela do ponto de vista arquitectónico e o enquadra numa realidade política e social em transformação.
Crítica de Livros

Os Antunes e a tecla antiga portuguesa

Um novo livro vem contar-nos a saga de uma verdadeira dinastia de construtores lisboetas de cravos, pianofortes e pianos, um "legado da genialidade e técnica do povo português".
Crítica de Livros

Quinta Alegre: um futuro útil

252
O segundo volume da Colecção Património (Santa Casa) é consagrado à Quinta Alegre, em Camarate, que a Misericórdia comprou no afinal distante ano de 1983.
Crítica de Livros

As ilhas silvestres do Porto

113
Vasco Rosa escreve sobre "São João de Deus", um livro que é uma reflexão sobre o bairro do Porto com o mesmo nome é também uma análise sobre a realidade da construção social em espaços urbanos.
Crítica de Livros

Deixem a Sophia ser católica

173
Na primeira biografia de Sophia, a autora defende a poeta, mesmo quando não precisa de defesa; vê em Sophia um modelo quando não lhe parece modelar, arredonda a figura, escreve Carlos Maria Bobone.
Crítica de Livros

Balzac, o feminismo, cadáveres e trampolins

"A Mulher de Trinta Anos" deve ser visto como um estudo de costumes e esta edição permite aos leitores portugueses contactar com um extraordinário escritor por vezes esquecido.
Crítica de Livros

Claudel e uma época mergulhada num sono profundo

Philippe Claudel é capaz de fazer melhor. Ainda assim, com "O Arquipélago do Cão", o realizador e escritor consegue espelhar o dia de hoje formado pelo egoísmo de quem o vive.
Crítica de Livros

"A Única História": um amor de candonga

Há personagens promissoras e há um enredo com potencial, mas o romance de Julian Barnes não convence sempre, refugiando-se em lições de vida que já vimos e lemos antes.
Crítica de Livros

O inverno de Paris é o mais cruel

"As Moscas de Outono" é a história do declínio dos Karine, uma família russa apanhada pela Revolução. O romance, um relato belo e comovente, foi escrito por quem sentiu na pele as dores da guerra.
Crítica de Livros

A triste realidade será sempre a triste realidade

Atual e inteligente, o novo romance da argentina Samanta Schweblin obriga-nos a repensar a nossa relação com a tecnologia e a questionar o futuro. Tudo isto através de uns bonecos chamados kentukis.
Crítica de Livros

A casa dos nossos livros

"Vamos Descobrir a Biblioteca Nacional", um livro que é toda uma pequena pedagogia dirigida a futuros utilizadores, a que não faltam algumas curiosidades sobre esse património acumulado de séculos.
Crítica de Livros

Porque é que Patti Smith escreve?

Originalmente publicado em 2017 (depois do aclamado "M Train"), "Devoção", da artista Patti Smith, é um diário ilustrado, um ensaio sobre a escrita e um conto sobre um amor maior do que a vida.
Crítica de Livros

Faulkner, o Bukowski bom

109
Acabam de regressar às livrarias duas novelas do escritor americano, "Palmeiras Bravas" e "Rio Velho". Apenas mais duas provas da importância de Faulkner para a literatura.
Crítica de Livros

Um colorido papel de embrulho

130
Vasco Rosa leu o primeiro número da "Revista de Museus", uma nova publicação que quer ser um espaço de divulgação e reflexão sobre a museologia portuguesa.
Crítica de Livros

Agustina sem sabor

204
Isabel Rio Novo estudou muito, esforçou-se, e isso é de admirar; mas esforçou-se como hagiógrafa e criou uma boa obra de devoção, uma espécie de antologia líquida das melhores páginas de Agustina.
Crítica de Livros

Das trevas espreita sempre a morte

"As Trevas e Outros Contos", de Leonid Andréev, explora o lado mais negro da condição humana: o medo, a hipocrisia, a morte. Livro reúne contos de um autor que nunca devia ter caído do seu pedestal.
Crítica de Livros

A "maritinidade" algarvia

"Vidas e Vozes do Mar e do Peixe" é um elogio regional, é o conhecimento e reconhecimento de uma zona do país que com este livro ganha também um novo registo para memória futura.
Crítica de Livros

O que Edna O'Brien fez com as suas personagens

"Pequenas Cadeiras Vermelhas" explica como Edna O’Brien parece muito mais talhada para ser uma escritora da impotência do que uma porta-voz da indignação.
Crítica de Livros

Um thriller que é o jogo de xadrez da Guerra

O tema está aparentemente explorado à saciedade, pois milhares de obras sobre ele foram publicadas nos últimos cem anos, sobretudo em língua inglesa. Mas não está.
Crítica de Livros

Prémio Valmor: dos gavetos à gaveta

Esta história crítica do mais importante prémio de arquitectura em Portugal reúne informação importante, mas, ao mesmo tempo, deixa para trás dados úteis e materiais indispensáveis.
Crítica de Livros

A América fantasmagórica de George Saunders

Este é um livro de contos sobre duas Américas, uma América antiga e gloriosa e outra moderna e desinteressante, que conduz Saunders a uma postura melancólica em relação a um passado que se perdeu.
Crítica de Livros

O terminal desde o começo

130
Vasco Rosa escreve sobre o livro que ilustra a evolução do Terminal de Cruzeiros de Lisboa, um documento historicamente relevante sobre um grande processo construtivo.
Crítica de Livros

Manuel Vilas mediu a dor com palavras certeiras

Chegou às livrarias “Em tudo havia beleza (Ordesa)”, um retrato pessoal que no fundo é um espelho muito bem conseguido da condição humana. Pelo estilo e pelo destemor, merece a mais alta das notas.
Crítica de Livros

Jenny Erpenbeck: os refugiados como personagens

O problema de "Eu Vou, Tu Vais, Ele Vai" não está no tema, mas sim na forma como é tratado, num romance em que a autora fica mais próxima da jornalista do que da escritora.
Crítica de Livros

Processo Violeta. Veredicto: falhado

Carlos Maria Bobone escreve sobre o novo romance de Inês Pedrosa, no qual "o maniqueísmo, os estereótipos, as simplificações, são mais do que muitas".
Crítica de Livros

Teolinda Gersão. Mau pensamento mas bom sentimento

O mais interessante nos contos de Teolinda Gersão não é aquilo que as personagens pensam, mas aquilo que sentem, graças ao poder evocativo da autora em espaços curtos, em cenas quotidianas.
Crítica de Livros

William James, os génios religiosos e a Igreja

A partir de uma abordagem pragmática e empirista, William James procura analisar um fenómeno ao qual não consegue aceder e que tem dificuldade em entender.
Crítica de Livros

Resende, o grande muralista

395
"Uma obra de referência", escreve Vasco Rosa sobre esta fotobiografia de Júlio Resende, artista que como poucos deu "longo lastro a uma vocação plástica visceral".
Crítica de Livros

Arqueologia a azul e verde

134
Vasco Rosa escreve sobre o livro de José Luís Neto, escrito para "dar, de forma despretensiosa, testemunho do que foi e têm sido os trabalhos arqueológicos nos Açores".
Crítica de Livros

"Sangue & Fogo" tem dragões, mas pouco mais

George R.R. Martin voltou a Westeros para contar a história dos Targaryen. “Sangue & Fogo” não é um romance mas também não é um livro de História. É qualquer coisa ali no meio. Resta é saber o quê.
Crítica de Livros

Naipaul e o problema da multiculturalidade

João Pedro Vala escreve sobre "Metade da Vida", de V.S. Naipaul, uma história de pai e filho, de miscigenação e daquilo que une a Inglaterra à Índia.
Crítica de Livros

O mundo de Eliete também é o nosso

300
Pensavam que seria difícil superar-se, mas Dulce Maria Cardoso fê-lo. Em "Eliete", abre-nos as portas à "vida normal" e por isso põem-nos a pensar. Fechado a sete chaves, vive também o mundo inteiro.
Crítica de Livros

Quatro razões para amar pássaros, segundo Franzen

"O Fim do Fim da Terra" é um livro de ensaios. E o encanto do jogo a que Franzen se dedicou é o de reproduzir o fracasso a que a experiência humana inevitavelmente nos conduz.
Crítica de Livros

A roda viva entre “o selim e a mulher” de Marialva

165
Romance histórico sobre uma mulher, “O Fado da Severa” dá-nos também um belo retrato do tempo e do modo da sociedade lisboeta dos finais da primeira metade do século XIX e do Portugal do liberalismo.
Crítica de Livros

Cada livro perdido é uma pequena tragédia

O italiano Giorgio van Straten contou a história de oito livros e do seu súbito e muitas vezes misterioso desaparecimento e mostrou que, pelo menos na literatura, a vida nem sempre acaba com a morte.
Crítica de Livros

O cordeiro com nome de Lobo

202
António Lobo Antunes parece querer dar uma nova pele à língua. O problema é que, de tão bem rotinada, a sua forma de narrar acaba por desvendar o seu lado técnico.
Crítica de Livros

Na ponta da linha

Mikael Weber, biólogo marinho alemão de 66 anos, criou, em Vila Nova de Gaia, um museu com 2000 objectos de pesca artesanal. O livro "O Anzol Através dos Tempos" resulta dessa colecção.
Crítica de Livros

Gonçalo M. Tavares em busca do espanto perdido

Ao longo de "Cinco Meninos, Cinco Ratos", o objectivo não parece ser outro que não o de eliminar explicações que normalmente nos cegam e que impedem que sejamos surpreendidos seja pelo que for.
Crítica de Livros

A agenda de Saramago

O "Último Caderno de Lanzarote" é o capítulo final de um diário que foi escrito com a plena consciência de que será publicado e que, de quando em quando, tem uma benesse literária.
Crítica de Livros

Luís Louro está de volta com uma Lisboa surreal

Elétricos voadores, animais selvagens, drones intrometidos, redes sociais e a insaciável curiosidade humana marcam uma Lisboa surreal e futurista com traços vintage -- e o regresso de Luís Louro à BD.
Crítica de Livros

Patrick Modiano: inventar o passado em Paris

O novo livro do Nobel francês é uma peça que se acrescenta à sua obra contínua e talvez só adquira um sentido de leitura mais pleno quando inserido nessa obra.
Crítica de Livros

O que são e o que querem os intelectuais?

Em "O Peso da Responsabilidade", o historiador Tony Judt mostra qual o papel os “intelectuais” vão representando na História do Século XX, uma papel sujeito a modas, bizarrias e histerismos.
Crítica de Livros

Brejoeira: a história por detrás do rótulo

239
Vasco Rosa escreve sobre o livro que recorda uma história palaciana que liga o Porto a Monção e que teve efeitos maiores, que se espalharam por todo o país.
Crítica de Livros

A beira-mar como ela realmente foi

"Casas na Duna" é um conjunto de memórias e histórias mas é também um exercício sobre a história arquitectónica da região de Ovar, a terra de Domingos Tavares, o autor.
Crítica de Livros

James Baldwin, um escritor negro

João Pedro Vala escreve sobre "Se Esta Rua Falasse", livro de James Baldwin originalmente publicado em 1974 e que é agora, finalmente, lançado numa versão em português.
Crítica de Livros

Tiago Ferro. A literatura não salva ninguém

405
A simultaneidade de tudo, tempos, dores, memórias e dúvidas é o que faz de "O Pai da Menina Morta", de Tiago Ferro, uma unidade tão sólida, mais do que a morte, mais do que o luto.
Crítica de Livros

Ricardo Araújo Pereira e o palhaço de Kierkegaard

272
Talvez o maior triunfo de RAP seja o de convencer o leitor que "Estar Vivo Aleija" é um livro escrito por um humorista quando, como se verá, não é esse o caso.
Crítica de Livros

O feminismo anti-feminista de Camille Paglia

É este o maior problema da argumentação de Camille Paglia: o feminismo anti-feminista da autora parece ter como fim último o de criar condições às mulheres para que possam deixar de o ser.
Crítica de Livros

Caleidoscópios do crime

111
Vasco Rosa escreve sobre "Infâmia e Fama. O mistério dos primeiros retratos judiciários em Portugal", um trabalho de "enorme valia", que vem mudar o panorama desta área de estudo.
Crítica de Livros

Imprensa Nacional 250 anos: glória e pedagogia

133
Vasco Rosa escreve sobre o livro-catálogo que assinala o aniversário redondo de uma instituição que, apesar dos anos de história, está atenta e "virada para o futuro".
Crítica de Livros

O charme irresistível do perigoso Jordan Peterson

775
Tiago Cavaco escreve sobre "12 Rules for Life", o livro de um professor que vai de Nietzsche às princesas da Disney, da Bíblia aos pais da psicologia com uma integridade intelectual única.
Crítica de Livros

Há mais Variações em António

Revista e aumentada, a biografia de António Variações assinada por Manuela Gonzaga cavalga com rédea solta e deixa passar a possibilidade de construir uma leitura robusta de um artista único.
Crítica de Livros

João Tordo e o que significa escrever bem

O estilo de João Tordo, a querer parecer que não existe, acaba por se tornar artificial. É um romancista trabalhador, mas também por isso, acaba por ser demasiado escolar.
Crítica de Livros

Na riqueza e na pobreza, até que a morte os separe

De Willa Cather, autora galardoada com o Pulitzer, chega a Portugal, em tradução de Ana Teresa Pereira, "O meu inimigo mortal", novela amarga sobre uma jovem idealista que se viu forçada a escolher.
Crítica de Livros

Primatas, com e sem pelo

As relações entre homem e natureza e os animais como metáfora do comportamento humano são temas comuns à maior parte dos contos de "Alguns Humanos", de Gustavo Pacheco.
Crítica de Livros

Jacinto Lucas Pires e o poeta do Estado Novo

Este é o resgate de Augusto Reis, o poeta brando e sem tormentos demoníacos, o poeta que sabe ser banqueiro e tem uma família, o poeta a quem não assusta o quotidiano.
Crítica de Livros

Paisagem global e lágrimas de crocodilo

Fernando Santos Pessoa, de 80 anos, colega, discípulo, editor e biógrafo de Gonçalo Ribeiro Teles, reuniu artigos, ensaios e estudos breves sobre a Paisagem num só livro. Vasco Rosa dá-lhe 4 estrelas.
Crítica de Livros

Liberdade, preconceito e as tragédias da Europa

Uma mulher invulgar, em luta pela liberdade e emancipação, vê-se forçada a encarar as tragédias da Europa da primeira metade do século XX. Esta é apenas uma pequena parte da incrível história da mãe.
Crítica de Livros

Vandelli, o nosso amigo enciclopédico

O naturalista Domenico Vandelli tinha 29 anos quando veio para Portugal, onde passou o resto da sua vida. O seu trabalho pioneiro, muitas vezes ignorado, foi agora revisitado por João Cabral.
Crítica de Livros

Rio de Janeiro: flor, ferida aberta

"46750", uma obra notável do fotojornalista português João Pina, é um retrato de um Brasil podre e sem remédio onde, apesar de tudo, ainda cabe uma nota de compaixão e de esperança.
Crítica de Livros

Fernando Pessoa escapou-nos a todos

372
"Ler Pessoa" é o mais recente livro de Jerónimo Pizarro. Um "livro-síntese", nas palavras da editora, é também uma homenagem ao poeta que, por tanto o querermos encontrar, nos escapou a "todos".
Crítica de Livros

Dino Buzzati e a vida, esse monstro silencioso

Nestes "Sessenta Contos", Buzzati parece muito interessado em descrever a vida como uma força silenciosa que nos arrasta para um destino trágico. João Pedro Vala dá-lhe cinco estrelas.
Crítica de Livros

Monserrate: o romantismo esclarecido

Partindo da exposição com o mesmo nome, o livro "Monserrate Revisitado" está recheado de ensaios que nos esclarecem acerca da história, da fortuna e das personagens desta propriedade de Sintra.
Crítica de Livros

O amor italiano de Bordalo Pinheiro

181
Apesar de os biógrafos de Bordalo Pinheiro sempre terem sido “muitíssimo discretos”, Isabel Castanheira conseguiu descobrir o amor secreto e italiano do artista. A sua história foi agora publicada.
Crítica de Livros

O crítico vaidoso e as inflexões do design

287
"O Design que o Design não Vê" é o novo livro do professor da Faculdade das Belas-Artes do Porto Mário Moura, famoso crítico da blogosfera. Vasco Rosa leu-o e deu-lhe uma estrela.
Crítica de Livros

O mar não é só aquela água que se vê da praia

O mar não é apenas aquela vasta massa de água que se avista da praia. Com base em dois iscos e em muita erudição, John Mack explica porquê numa obra de leitura compulsiva.
Crítica de Livros

Ribeira Grande: uma escola exemplar

A Escola Gaspar Frutuoso em Ribeira Grande, na ilha de São Miguel, é o tema do novo livro de Carlos Almeida Marques, o arquiteto que a projetou. Vasco Rosa dá-lhe cinco estrelas.
Crítica de Livros

Estudantes, polícias e no fim ganhou o capitalismo

Maio de 68 foi uma sucessão de eventos sem organização, nem estratégia, o triunfo da contrarrevolução e do capitalismo. A leitura é de Régis Debray, filósofo marxista e antigo guerrilheiro de Guevara.
Crítica de Livros

Porque se tatuam os millennials?

"Nados líquidos" é apresentado como contendo “as páginas em que Zygmunt Bauman estava a trabalhar quando faleceu”. E nota-se que era preciso muito mais trabalho para fazer destas páginas um livro.
Crítica de Livros

O amor e a perdição segundo Marcel Proust

396
Para Proust, não é a beleza, a inteligência ou a virtude dos outros que nos faz amá-los, mas outra coisa qualquer. E é isso que explora nos 74 textos destes "Contos Completos".
Crítica de Livros

10 (+1) romances pelo preço de um

A D. Quixote reeditou "Se numa noite de Inverno um viajante", de Italo Calvino, um romance-divertimento que se empenha em desafiar as convenções literárias e frustrar as expectativas do leitor.
Crítica de Livros

O blogue de Claudio Magris

“Instantâneos” é um conjunto de textos breves e contingentes de um grande escritor. "Se há algo que fica do conjunto é a reflexão sapiente e serena, feita de camadas", escreve Nuno Costa Santos.
Crítica de Livros

Santa Cruz de Coimbra: uma floresta iluminada

200
"Contemplar o Paraíso" é um guia mas também é um livro sobre a história de um dos espaços mais emblemáticos de Coimbra. Vasco Rosa escreve sobre a obra e sobre o jardim.
Crítica de Livros

Bosco pergunta: a vítima tem sempre razão?

146
Será que em todos os casos as vítimas estruturais serão sempre vítimas? A pergunta (e a resposta) é de Francisco Bosco, que parte da realidade brasileira. João Pedro Vala dá-lhe 4 estrelas.
Crítica de Livros

A biblioteca de Manguel explicava quem ele era

Mais do que um ensaio sobre a literatura e o processo de escrita, o novo livro do argentino Alberto Manguel é uma declaração de amor aos livros e à sua biblioteca, agora perdida no tempo.
Crítica de Livros

Gente séria vs. gente a sério

102
Histórias de crime e de redenção, de padres e fiéis pouco dados a regras, de amores e desamores que se confundem com quem lê. João Pedro Vala escreve sobre "Gente Séria", de Hugo Mezena.
Crítica de Livros

O engenheiro que foi um bom arquitecto

Vasco Rosa escreve sobre "Transformações na Arquitectura Portuense", um título fundamental para perceber o valor da verdadeira reabilitação urbana e de um dos seus mestres.
Crítica de Livros

John Stuart Mill: uma vida cheia de convicções

351
Quem foi este filósofo que, nunca tendo sido esquecido em certos espaços, volta a ser protagonista em discussões acesas no espaço público? Uma das melhores formas de o conhecer é esta "Autobiografia".
Crítica de Livros

O Marquês de Sade, Portugal e a história do avesso

Vasco Rosa escreve sobre o eco português de um processo censório contra a publicação das memórias do Marquês de Sade. Um livro sobre coragem e liberdade em tempos de politicamente correcto.
Crítica de Livros

A confissão de um assassino como nós

Um original dos anos 30, republicado em português. Um livro em que Joseph Roth quer contar a história do mundo inteiro, contar-nos a nossa história. João Pedro Vala dá-lhe cinco estrelas.
Crítica de Livros

José Espinho e o quase luxo português

519
Espinho representa, pode dizer-se, o primeiro grande designer de mobiliário e de interiores que não foi um arquitecto de raiz. E o catálogo da exposição que o MUDE lhe dedicou comprova-o.
Crítica de Livros

A provocação à paisagem de Álvaro Domingues

470
Livro que capta os contrastes do território através do ensaio, da fotografia e de muitas citações, “Volta a Portugal”, de Álvaro Domingues, também é uma viagem feita com humor.
Crítica de Livros

Goethe: demasiado grande para ser grande

O livro que João Barrento escreveu sobre Goethe apanha muito bem o seu lado mais sombrio. Não se trata de uma monografia, antes de um ensaio que se erige claramente contra esta figura.
Crítica de Livros

Bilac e o génio do homem brasileiro

O biógrafo de Nelson Rodrigues e Carmen Miranda publica em Portugal “Bilac Vê Estrelas”, uma ficção que fará o leitor entrar bem-disposto em 2018. E isso não é pouco.
Crítica de Livros

"La Belle Sauvage": valeu mesmo a pena esperar

"La Belle Sauvage" é o primeiro volume da nova trilogia de Philip Pullman e marca o regresso do escritor ao universo de "Os Reinos do Norte". Foram precisos 17 anos, mas valeu a pena.
Crítica de Livros

O filho de pipoqueiro que quer mudar o mundo

179
O escritor brasileiro vê na literatura a forma de alterar o que precisa ser alterado, modificando, para isso, cada um dos leitores. João Pedro Vala leu "Eles Eram Muitos Cavalos" e diz que é verdade.
Crítica de Livros

O bom escritor nem sempre é bom amigo de copos

Numa nova edição de "Os Contos", João Pedro Vala reforça duas convicções: é um erro ver amigos nos escritores que gostamos de ler; e Tomasi de Lampedusa não é um amigo mas é um grande escritor.
Crítica de Livros

Elias Canetti e o prazer do ensaio

O que se pode dizer deste livro, no seu todo, é aquilo que se pode dizer do bom ensaísta. Cada um dos ensaios não merecia apenas uma resenha, merecia tornar-se um livro independente.
Crítica de Livros

Bukowski: um medroso enamorado por si próprio

213
Em "Pão com Fiambre", o leitor é "massacrado pelas banalidades intelectuais características do pensamento bukowskiano, embrulhadas num tom que se faz passar por despretensioso", escreve Jorge Almeida.
Crítica de Livros

O génio atormentado de Magda Szabó

Uma das obras de referência da escritora húngara, "A Porta" é um livro sobre a descoberta da culpa absoluta de alguém cheio de boas intenções.
Crítica de Livros

Lagerlöf, o anel maldito e histórias que confortam

A vontade de inquietar o espírito humano tem remetido para o esquecimento obras meritórias como "O Anel dos Löwenskölds", de Selma Lagerlöf, como escreve Jorge Almeida.
A página está a demorar muito tempo.