Crítica de Livros

Crítica de Livros

Cada livro perdido é uma pequena tragédia

O italiano Giorgio van Straten contou a história de oito livros e do seu súbito e muitas vezes misterioso desaparecimento e mostrou que, pelo menos na literatura, a vida nem sempre acaba com a morte.
Crítica de Livros

O cordeiro com nome de Lobo

António Lobo Antunes parece querer dar uma nova pele à língua. O problema é que, de tão bem rotinada, a sua forma de narrar acaba por desvendar o seu lado técnico.
Crítica de Livros

Na ponta da linha

Mikael Weber, biólogo marinho alemão de 66 anos, criou, em Vila Nova de Gaia, um museu com 2000 objectos de pesca artesanal. O livro "O Anzol Através dos Tempos" resulta dessa colecção.
Crítica de Livros

Gonçalo M. Tavares em busca do espanto perdido

Ao longo de "Cinco Meninos, Cinco Ratos", o objectivo não parece ser outro que não o de eliminar explicações que normalmente nos cegam e que impedem que sejamos surpreendidos seja pelo que for.
Crítica de Livros

A agenda de Saramago

O "Último Caderno de Lanzarote" é o capítulo final de um diário que foi escrito com a plena consciência de que será publicado e que, de quando em quando, tem uma benesse literária.
Crítica de Livros

Luís Louro está de volta com uma Lisboa surreal

Elétricos voadores, animais selvagens, drones intrometidos, redes sociais e a insaciável curiosidade humana marcam uma Lisboa surreal e futurista com traços vintage -- e o regresso de Luís Louro à BD.
Crítica de Livros

Patrick Modiano: inventar o passado em Paris

O novo livro do Nobel francês é uma peça que se acrescenta à sua obra contínua e talvez só adquira um sentido de leitura mais pleno quando inserido nessa obra.
Crítica de Livros

O que são e o que querem os intelectuais?

Em "O Peso da Responsabilidade", o historiador Tony Judt mostra qual o papel os “intelectuais” vão representando na História do Século XX, uma papel sujeito a modas, bizarrias e histerismos.
Crítica de Livros

Brejoeira: a história por detrás do rótulo

Vasco Rosa escreve sobre o livro que recorda uma história palaciana que liga o Porto a Monção e que teve efeitos maiores, que se espalharam por todo o país.
Crítica de Livros

A beira-mar como ela realmente foi

"Casas na Duna" é um conjunto de memórias e histórias mas é também um exercício sobre a história arquitectónica da região de Ovar, a terra de Domingos Tavares, o autor.
Crítica de Livros

James Baldwin, um escritor negro

João Pedro Vala escreve sobre "Se Esta Rua Falasse", livro de James Baldwin originalmente publicado em 1974 e que é agora, finalmente, lançado numa versão em português.
Crítica de Livros

Tiago Ferro. A literatura não salva ninguém

A simultaneidade de tudo, tempos, dores, memórias e dúvidas é o que faz de "O Pai da Menina Morta", de Tiago Ferro, uma unidade tão sólida, mais do que a morte, mais do que o luto.
Crítica de Livros

Ricardo Araújo Pereira e o palhaço de Kierkegaard

Talvez o maior triunfo de RAP seja o de convencer o leitor que "Estar Vivo Aleija" é um livro escrito por um humorista quando, como se verá, não é esse o caso.
Crítica de Livros

O feminismo anti-feminista de Camille Paglia

É este o maior problema da argumentação de Camille Paglia: o feminismo anti-feminista da autora parece ter como fim último o de criar condições às mulheres para que possam deixar de o ser.
Crítica de Livros

Caleidoscópios do crime

Vasco Rosa escreve sobre "Infâmia e Fama. O mistério dos primeiros retratos judiciários em Portugal", um trabalho de "enorme valia", que vem mudar o panorama desta área de estudo.
Crítica de Livros

Imprensa Nacional 250 anos: glória e pedagogia

Vasco Rosa escreve sobre o livro-catálogo que assinala o aniversário redondo de uma instituição que, apesar dos anos de história, está atenta e "virada para o futuro".
Crítica de Livros

O charme irresistível do perigoso Jordan Peterson

Tiago Cavaco escreve sobre "12 Rules for Life", o livro de um professor que vai de Nietzsche às princesas da Disney, da Bíblia aos pais da psicologia com uma integridade intelectual única.
Crítica de Livros

Há mais Variações em António

Revista e aumentada, a biografia de António Variações assinada por Manuela Gonzaga cavalga com rédea solta e deixa passar a possibilidade de construir uma leitura robusta de um artista único.
Crítica de Livros

João Tordo e o que significa escrever bem

O estilo de João Tordo, a querer parecer que não existe, acaba por se tornar artificial. É um romancista trabalhador, mas também por isso, acaba por ser demasiado escolar.
Crítica de Livros

Na riqueza e na pobreza, até que a morte os separe

De Willa Cather, autora galardoada com o Pulitzer, chega a Portugal, em tradução de Ana Teresa Pereira, "O meu inimigo mortal", novela amarga sobre uma jovem idealista que se viu forçada a escolher.
Crítica de Livros

Primatas, com e sem pelo

As relações entre homem e natureza e os animais como metáfora do comportamento humano são temas comuns à maior parte dos contos de "Alguns Humanos", de Gustavo Pacheco.
Crítica de Livros

Jacinto Lucas Pires e o poeta do Estado Novo

Este é o resgate de Augusto Reis, o poeta brando e sem tormentos demoníacos, o poeta que sabe ser banqueiro e tem uma família, o poeta a quem não assusta o quotidiano.
Crítica de Livros

Paisagem global e lágrimas de crocodilo

Fernando Santos Pessoa, de 80 anos, colega, discípulo, editor e biógrafo de Gonçalo Ribeiro Teles, reuniu artigos, ensaios e estudos breves sobre a Paisagem num só livro. Vasco Rosa dá-lhe 4 estrelas.
Crítica de Livros

Liberdade, preconceito e as tragédias da Europa

Uma mulher invulgar, em luta pela liberdade e emancipação, vê-se forçada a encarar as tragédias da Europa da primeira metade do século XX. Esta é apenas uma pequena parte da incrível história da mãe.
Crítica de Livros

Vandelli, o nosso amigo enciclopédico

O naturalista Domenico Vandelli tinha 29 anos quando veio para Portugal, onde passou o resto da sua vida. O seu trabalho pioneiro, muitas vezes ignorado, foi agora revisitado por João Cabral.
Crítica de Livros

Rio de Janeiro: flor, ferida aberta

"46750", uma obra notável do fotojornalista português João Pina, é um retrato de um Brasil podre e sem remédio onde, apesar de tudo, ainda cabe uma nota de compaixão e de esperança.
Crítica de Livros

Fernando Pessoa escapou-nos a todos

"Ler Pessoa" é o mais recente livro de Jerónimo Pizarro. Um "livro-síntese", nas palavras da editora, é também uma homenagem ao poeta que, por tanto o querermos encontrar, nos escapou a "todos".
Crítica de Livros

Dino Buzzati e a vida, esse monstro silencioso

Nestes "Sessenta Contos", Buzzati parece muito interessado em descrever a vida como uma força silenciosa que nos arrasta para um destino trágico. João Pedro Vala dá-lhe cinco estrelas.
Crítica de Livros

Monserrate: o romantismo esclarecido

Partindo da exposição com o mesmo nome, o livro "Monserrate Revisitado" está recheado de ensaios que nos esclarecem acerca da história, da fortuna e das personagens desta propriedade de Sintra.
Crítica de Livros

O amor italiano de Bordalo Pinheiro

Apesar de os biógrafos de Bordalo Pinheiro sempre terem sido “muitíssimo discretos”, Isabel Castanheira conseguiu descobrir o amor secreto e italiano do artista. A sua história foi agora publicada.
Crítica de Livros

O crítico vaidoso e as inflexões do design

"O Design que o Design não Vê" é o novo livro do professor da Faculdade das Belas-Artes do Porto Mário Moura, famoso crítico da blogosfera. Vasco Rosa leu-o e deu-lhe uma estrela.
Crítica de Livros

O mar não é só aquela água que se vê da praia

O mar não é apenas aquela vasta massa de água que se avista da praia. Com base em dois iscos e em muita erudição, John Mack explica porquê numa obra de leitura compulsiva.
Crítica de Livros

Ribeira Grande: uma escola exemplar

A Escola Gaspar Frutuoso em Ribeira Grande, na ilha de São Miguel, é o tema do novo livro de Carlos Almeida Marques, o arquiteto que a projetou. Vasco Rosa dá-lhe cinco estrelas.
Crítica de Livros

Estudantes, polícias e no fim ganhou o capitalismo

Maio de 68 foi uma sucessão de eventos sem organização, nem estratégia, o triunfo da contrarrevolução e do capitalismo. A leitura é de Régis Debray, filósofo marxista e antigo guerrilheiro de Guevara.
Crítica de Livros

Porque se tatuam os millennials?

"Nados líquidos" é apresentado como contendo “as páginas em que Zygmunt Bauman estava a trabalhar quando faleceu”. E nota-se que era preciso muito mais trabalho para fazer destas páginas um livro.
Crítica de Livros

O amor e a perdição segundo Marcel Proust

Para Proust, não é a beleza, a inteligência ou a virtude dos outros que nos faz amá-los, mas outra coisa qualquer. E é isso que explora nos 74 textos destes "Contos Completos".
Crítica de Livros

10 (+1) romances pelo preço de um

A D. Quixote reeditou "Se numa noite de Inverno um viajante", de Italo Calvino, um romance-divertimento que se empenha em desafiar as convenções literárias e frustrar as expectativas do leitor.
Crítica de Livros

O blogue de Claudio Magris

“Instantâneos” é um conjunto de textos breves e contingentes de um grande escritor. "Se há algo que fica do conjunto é a reflexão sapiente e serena, feita de camadas", escreve Nuno Costa Santos.
Crítica de Livros

Santa Cruz de Coimbra: uma floresta iluminada

"Contemplar o Paraíso" é um guia mas também é um livro sobre a história de um dos espaços mais emblemáticos de Coimbra. Vasco Rosa escreve sobre a obra e sobre o jardim.
Crítica de Livros

Bosco pergunta: a vítima tem sempre razão?

Será que em todos os casos as vítimas estruturais serão sempre vítimas? A pergunta (e a resposta) é de Francisco Bosco, que parte da realidade brasileira. João Pedro Vala dá-lhe 4 estrelas.
Crítica de Livros

A biblioteca de Manguel explicava quem ele era

Mais do que um ensaio sobre a literatura e o processo de escrita, o novo livro do argentino Alberto Manguel é uma declaração de amor aos livros e à sua biblioteca, agora perdida no tempo.
Crítica de Livros

Gente séria vs. gente a sério

Histórias de crime e de redenção, de padres e fiéis pouco dados a regras, de amores e desamores que se confundem com quem lê. João Pedro Vala escreve sobre "Gente Séria", de Hugo Mezena.
Crítica de Livros

O engenheiro que foi um bom arquitecto

Vasco Rosa escreve sobre "Transformações na Arquitectura Portuense", um título fundamental para perceber o valor da verdadeira reabilitação urbana e de um dos seus mestres.
Crítica de Livros

John Stuart Mill: uma vida cheia de convicções

Quem foi este filósofo que, nunca tendo sido esquecido em certos espaços, volta a ser protagonista em discussões acesas no espaço público? Uma das melhores formas de o conhecer é esta "Autobiografia".
Crítica de Livros

O Marquês de Sade, Portugal e a história do avesso

Vasco Rosa escreve sobre o eco português de um processo censório contra a publicação das memórias do Marquês de Sade. Um livro sobre coragem e liberdade em tempos de politicamente correcto.
Crítica de Livros

A confissão de um assassino como nós

Um original dos anos 30, republicado em português. Um livro em que Joseph Roth quer contar a história do mundo inteiro, contar-nos a nossa história. João Pedro Vala dá-lhe cinco estrelas.
Crítica de Livros

José Espinho e o quase luxo português

Espinho representa, pode dizer-se, o primeiro grande designer de mobiliário e de interiores que não foi um arquitecto de raiz. E o catálogo da exposição que o MUDE lhe dedicou comprova-o.
Crítica de Livros

A provocação à paisagem de Álvaro Domingues

Livro que capta os contrastes do território através do ensaio, da fotografia e de muitas citações, “Volta a Portugal”, de Álvaro Domingues, também é uma viagem feita com humor.
Crítica de Livros

Goethe: demasiado grande para ser grande

O livro que João Barrento escreveu sobre Goethe apanha muito bem o seu lado mais sombrio. Não se trata de uma monografia, antes de um ensaio que se erige claramente contra esta figura.
Crítica de Livros

Bilac e o génio do homem brasileiro

O biógrafo de Nelson Rodrigues e Carmen Miranda publica em Portugal “Bilac Vê Estrelas”, uma ficção que fará o leitor entrar bem-disposto em 2018. E isso não é pouco.
Crítica de Livros

"La Belle Sauvage": valeu mesmo a pena esperar

"La Belle Sauvage" é o primeiro volume da nova trilogia de Philip Pullman e marca o regresso do escritor ao universo de "Os Reinos do Norte". Foram precisos 17 anos, mas valeu a pena.
Crítica de Livros

O filho de pipoqueiro que quer mudar o mundo

O escritor brasileiro vê na literatura a forma de alterar o que precisa ser alterado, modificando, para isso, cada um dos leitores. João Pedro Vala leu "Eles Eram Muitos Cavalos" e diz que é verdade.
Crítica de Livros

O bom escritor nem sempre é bom amigo de copos

Numa nova edição de "Os Contos", João Pedro Vala reforça duas convicções: é um erro ver amigos nos escritores que gostamos de ler; e Tomasi de Lampedusa não é um amigo mas é um grande escritor.
Crítica de Livros

Elias Canetti e o prazer do ensaio

O que se pode dizer deste livro, no seu todo, é aquilo que se pode dizer do bom ensaísta. Cada um dos ensaios não merecia apenas uma resenha, merecia tornar-se um livro independente.
Crítica de Livros

Bukowski: um medroso enamorado por si próprio

Em "Pão com Fiambre", o leitor é "massacrado pelas banalidades intelectuais características do pensamento bukowskiano, embrulhadas num tom que se faz passar por despretensioso", escreve Jorge Almeida.
Crítica de Livros

O génio atormentado de Magda Szabó

Uma das obras de referência da escritora húngara, "A Porta" é um livro sobre a descoberta da culpa absoluta de alguém cheio de boas intenções.
Crítica de Livros

Lagerlöf, o anel maldito e histórias que confortam

A vontade de inquietar o espírito humano tem remetido para o esquecimento obras meritórias como "O Anel dos Löwenskölds", de Selma Lagerlöf, como escreve Jorge Almeida.
Crítica de Livros

Ninguém viu os Açores como Francisco Afonso Chaves

Vasco Rosa escreve sobre "A Imagem Paradoxal", livro que recupera fotografias da autoria de um dos nomes mais talentosos dos Açores, com um património de grande valor que aguarda internacionalização.
Crítica de Livros

Não é o que se escreve, é a forma como se escreve

Lobo Antunes é virtuoso e sabe o que resulta e não resulta, daí que os seus romances e as suas entrevistas muitas vezes pareçam best-ofs de romances e entrevistas anteriores, escreve João Pedro Vala.
Crítica de Livros

Maya Angelou não veio para ficar

"Sei Porque Canta o Pássaro na Gaiola" é a primeira das sete autobiografias que Maya Angelou, poetisa e ativista dos direitos civis, escreveu entre 1969 e 2013. João Pedro Vala dá-lhe quatro estrelas.
Crítica de Livros

Um livro para ver Almada Negreiros em Lisboa

Um roteiro importante, publicado numa altura conveniente. "Almada Negreiros. Um percurso possível" é um título certeiro para uma edição com alguns lapsos mas que se pode tornar um modelo.
Crítica de Livros

José Luís Peixoto por maus caminhos

"A um escritor tão intimista, exigia-se maior detenção nos seus próprios pensamentos. As suas causas são comuns e maçadoras", escreve Carlos Maria Bobone sobre "O Caminho Imperfeito".
Crítica de Livros

Philip Roth não é um escritor-monumento

Roth ataca todos aqueles que se escondem do mundo e que repetem que o fazem “Por Eles, Por Eles”. Aqueles que permanecem monumentos virtuosos mas mortos até ao fim, escreve João Pedro Vala.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)