O vídeo-árbitro vai ser estreado este sábado no jogo da Supertaça entre o Benfica e o SP. Braga. Mas em que consiste esta nova tecnologia?

Esta novidade vai ser usada em situações concretas e serve para auxiliar e melhorar o trabalho dos árbitros em determinadas decisões de jogo: marcação de grandes penalidades, lances de possível cartão vermelho, na identificação do jogador que comete uma falta e em caso de dúvida se a bola ultrapassou a linha de golo, esclareceu esta quarta-feira a Federação Portuguesa de Futebol na Cidade do Futebol, em Oeiras.

O árbitro Jorge Sousa, de 41 anos, vai ser o responsável pelo primeiro teste em Portugal do vídeo árbitro, numa altura em que esta experiência ainda funciona em formato “offline”, ou seja, não existe comunicação com o árbitro de campo, sendo que este só será anunciado na quinta-feira.

Também a Taça de Portugal vai receber o vídeo-árbitro em algumas partidas a partir dos quartos de final desta temporada.

Portugal é um dos seis países, além de Austrália, Brasil, Alemanha, Holanda e Estados Unidos, onde esta tecnologia vai ser testada nos próximos dois anos, após aprovação do International Board, organismo que rege as leis do futebol.