A Finovate Fall New York é uma das principais feiras mundiais de tecnologia orientada para o setor financeiro e este ano tem uma representação portuguesa, a ebankIT. Esta quinta e sexta-feira, a fintech que já foi considerada uma “10 estrelas emergentes” no mercado global pela consultora KPMG, vai apresentar as soluções que desenvolve em Portugal recorrendo à realidade aumentada numa das mais “emblemáticas” praças financeiras do mundo.

“Vamos demonstrar como a partir do recurso à realidade aumentada, tecnologia recentemente colocada no centro de todas as atenções, é possível apontar um smartphone a, por exemplo, um simples folheto promocional de um banco. E, a partir daí, subscrever em tempo real um determinado produto financeiro, tendo desde logo acesso ao cálculo dos ganhos que esse mesmo produto poderá proporcionar, com base nos ativos de que o cliente do banco dispõe”, explica Manuel Cruz, especialista em comunicação corporativa da ebankIT.

Em Nova Iorque, a startup que foi fundada em 2014 vai divulgar soluções que vão interferir na forma como os clientes se relacionam e interagem com os bancos. Uma das que recorre à realidade aumentada é um sistema de autenticação biométrica por reconhecimento de voz, que capacita os clientes para executar transações de uma forma mais cativante e ágil, com controlos personalizados e sem necessidade de utilização de um PIN de segurança.

Além desta, a ebankIT vai apresentar a Smart Assistant, funcionalidade que permite pesquisar movimentos bancários em smartphones e smartwatches através da voz, com sistemas operativos diferentes e agregando informações de transações de contas à ordem, cartões de débito e de crédito.

“Se, por um lado, Nova Iorque é uma das mais emblemáticas praças financeiras a nível mundial, também é um facto que a ebankIT é já reconhecida como uma referência mundial no setor fintech. Neste sentido, o contexto da nossa presença em Nova Iorque também visa encontrar parceiros tecnológicos para integrar os nossos produtos e soluções omnicanal de vanguarda, dirigindo-as assim à indústria financeira americana”, afirma Manuel Cruz.

Em abril de 2015, a empresa lançou o BankWatch, uma aplicação que permite realizar transações bancárias no Apple Watch, no mesmo dia em que o relógio foi oficialmente lançado nos Estados Unidos. Apesar de já estar presente em mercados como Itália, Suíça, Moçambique, Angola, Colômbia, Chile e Polónia, a ebankIT quer, com a presença na Finovate Fall New York, entrar também no mercado norte-americano.

Fundada no Porto e com escritórios em Londres, a ebankIT desenvolve soluções que são utilizadas por mais de 20% da banca a operar em Portugal. Neste momento, encontra-se em processo de expansão, tendo inaugurado em junho um novo centro de investigação e desenvolvimento de software. Emprega mais de 50 pessoas.