O presidente mexicano Enrique Peña Nieto cancelou, esta quinta-feira, a reunião que tinha agendada para a próxima terça-feira, com Donald Trump, em Washigton, sobre o tratado norte-americano de livre comércio (NAFTA). A decisão acontece depois de o novo presidente dos Estados Unidos ter anunciado a construção de um muro na fronteira entre os dois países, avança El Pais.

Vários membros do governo mexicano, intelectuais e ativistas do país, sentindo-se humilhados pelos EUA, exigiram a Peña Nieto que tomasse uma atitude em relação a Trump, nomeadamente, para que cancelasse a reunião. Peña Nieto fez-lhes a vontade mas reitera a vontade do México “de trabalhar com os EUA para chegar a acordos a favor de ambas as nações”, lê-se no Twitter.

Trump tweetou, esta quinta-feira, que se o México não está disposto a pagar o muro — Peña defende que o “México não acredita em muros” — então mais valia cancelar a reunião. O novo presidente dos EUA referiu ainda que o tratado norte-americano de livre comércio é uma “perda” para muitas empresas e postos de trabalho. Penã

O porta-voz de Trump, Sean Spicer, assegura que a Casa Branca vai procurar outra data para o encontro. “Vamos manter as linhas de comunicação abertas”, cita a CNN.