Ato I

Quando chegamos, à hora da reserva, os pães, os bolos e as manteigas já estão à nossa espera. Isso e a vista que se tem dos janelões todos envidraçados e que vai do Parque Eduardo VII à margem sul, como se Lisboa coubesse inteira num corredor de paisagem. A vista mas também os guardanapos de pano e a atenção imediata dos funcionários — um para empurrar a cadeira, outro para encher o copo de sumo de laranja — confirmam: estamos no Eleven a experimentar “o primeiro brunch com estrela Michelin de Lisboa”.

A novidade chegou ao restaurante no primeiro fim de semana de março e pode ser experimentada aos sábados, das 12h30 às 15h, mediante reserva. Não há buffet mas também não há carta, pelo que é imediata a associação feita com os menus de degustação que se experimentam na mesma sala, a outras horas (e com outros preços). O primeiro ato, chamemos-lhe assim, inclui os pães caseiros de boas-vindas — branco, com passas, sementes e nozes –, as miniaturas de pastelaria (bola de Berlim e croissant folhado, entre outros), manteiga, duas compotas caseiras e ainda bebidas à discrição: café com leite, chá, água e sumo de laranja natural que não parará de ser servido até ao final.

Ato II

Depois do aquecimento, chegam os frios: um prato com charcutaria e queijos (incluindo o amanteigado de Serpa), salmão marinado com endro, fruta cortada como se fosse tártaro e iogurte com muesli feito ali mesmo na cozinha de Joachim Koerper, que assina todo o menu e em novembro renovou a estrela Michelin do restaurante lisboeta.

Os ovos mexidos vêm com salsichas frescas. © Divulgação

Ato III

A mini-caçarola da Staub anuncia a passagem para os quentes. Se não há brunch sem ovos mexidos, eles aí estão assim que se levanta a tampa, temperados com cebolinho e escoltados por salsichas frescas. A acompanhar — até porque o prato de pães inicial por esta altura já deve ter apenas migalhas — chegam umas mini-tostas de queijo. Depois, novos pratos, novos talheres, mais um pouco de sumo e uma das estrelas do chefe: mini-cassoulet de vegetais com favas e três tipos de carnes. Lá fora a vista continua igual, cá dentro o estômago já está bem mais forrado.

Ato IV

No quarto e último ato só há espaço para conclusões, o que à mesa equivale às sobremesas. Sim, no plural. Ao lado do pão de ló e dos brownies (que o menu do brunch diz também poderem ser macarons), chega o momento Feira Popular da refeição, devidamente transportado para o lado sofisticado: churros para mergulhar — assim mesmo, com os dedos — numa pequena taça de caramelo e flor de sal. Tendo vontade de um café expresso, é pedi-lo agora antes de esticar as pernas no terraço e dizer que já se experimentou o primeiro brunch com estrela Michelin de Lisboa.

O quê? Brunch no restaurante Eleven
Onde? Rua Marquês da Fronteira (junto ao Jardim Amália Rodrigues, Lisboa)
Quando? Sábados das 12h30 às 15h
Quanto? 29€ por pessoa (necessário reserva através do 21 386 2211)