815kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

O Jardim do Sr. Lisboa abriu portas no final do verão e reserva as manhãs e tardes do fim de semana exclusivamente para o brunch.
i

O Jardim do Sr. Lisboa abriu portas no final do verão e reserva as manhãs e tardes do fim de semana exclusivamente para o brunch.

O Jardim do Sr. Lisboa abriu portas no final do verão e reserva as manhãs e tardes do fim de semana exclusivamente para o brunch.

Ovos, panquecas e mimosas? 8 novos brunches para provar em Lisboa e arredores

A refeição relaxada que começa de manhã e se arrasta pela tarde não está esquecida. De Belém ao Cais do Sodré, Estoril ou Cascais, há muitas novidades para provar — um "boozy brunch" incluído.

    Índice

    Índice

Jacarandá

Clube do Lago Hotel, Estoril. Sábado e domingo, das 12h às 17h.

No final deste verão, Francisco e Vasco Palha importaram para o Clube do Lago Hotel, no Estoril, um conceito que em Nova Iorque, dizem, tem feito sucesso: um “boozy brunch“. Se não está familiarizado com o termo, significa que à descontraída refeição de fim de semana se junta a componente de bebida com teor alcoólico, perfazendo-se, assim, as vontades daqueles que gostam de “um dia bem passado a beber uns copos em boa companhia” — mas que não gostam do reboliço da diversão noturna. Sucessor do Passe, delivery e take away de Lisboa (de Vasco Palha e de Mário Sousa Borges), no Jacarandá, por 25€, tem direito a um menu brunch, que inclui sumos naturais, iogurte bar, salgados, rosbife, saladas e bowls, um prato à lá carta (ovos Benedict incluídos) e um cocktail. Conte ainda com DJ e acesso à piscina do hotel.

O Jacarandá abriu portas no Estoril e apresenta-se com o conceito de "boozy brunch".

Aerokraft

O Jardim — Sr. Lisboa

Rua de São Bento, 202. Tel.: 213 961 529. Sábado e domingo, entre as 9h e as 16h.

Em qualquer altura do dia, no Jardim do Sr. Lisboa quem brilha são os vegetais.  Comandado pelo chef Pedro de Sousa, num dos mais recentes espaços da Rua de São Bento a premissa está presente em todas as refeições — incluindo no brunch, que se serve ao sábado e ao domingo, das 10 às 16 horas. Aqui, misturam-se as opções tradicionais com outras propostas menos conhecidas. Para desfrutar no interior ou na esplanada conte, então, com seis opções de tostas abertas (as estrelas deste menu), como a de tomate (12,6€), com tomate coração de boi, picado de tomate, tomates em pickle e confitados. Do menu fazem também parte três pratos de ovos e várias opções de panquecas (doces ou salgadas), bem como bowls de iogurte (5,5€), açaí (6€) ou papas de aveia (5,5€). Com a proposta “Fora da Cesta” terá a oportunidade para provar uma das opções mais criativas, com esparguete e caviar de algas (12,5€). Tudo isto com a possibilidade de pairing de cocktails e mocktails. Conheça ainda as propostas na carta noutras alturas do dia.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O Jardim do Sr. Lisboa tem seis sugestões de tostas abertas, assim como panquecas.

Único

Centro Cultural de Belém, Praça do Império piso 1. Tel.: 911 055 431. Segunda a sexta-feira, das 9h às 18h. Sábado e domingo, das 12h às 18h.

Um projeto sobre comida e sobre pessoas. O Único nasceu este verão no Centro Cultural de Belém (CCB) com o propósito claro de, por um lado, integrar pessoas com dificuldades do desenvolvimento intelectual, e, por outro, promover a sustentabilidade ambiental, através de, por exemplo, a utilização de legumes biológicos e da fruta da época, muitos deles colhidos e semeados pelos próprios. Tem disponíveis três menus de brunch: o Semear (12,5€) inclui uma fatia de pizza ala palla de vegetais, e um carpaccio de beterraba; o menu CCB (11,5€) tem ovos com cogumelos, brownie com fruta da época; e o menu Único (25€), iogurte grego com granola de chocolate e lascas de coco, ovos com salmão, pudim de chia e matcha com frutos vermelhos. Todas as opções incluem uma seleção de pão, compotas e queijo, bem como sumo e chá ou café. O Único nasce da parceria entre o projeto gastronómico Este Oeste e da SEMEAR, associação que promove e integração socioprofissional de jovens e adultos com Dificuldade Intelectual e do Desenvolvimento (DID), através da formação certificada, transformação alimentar e produção agrícola biológica.

Há três menus de brunch disponíveis no Único, projeto que abriu portas no CCB.

Gleba Cascais

R. José Carvalho Araújo 236, Cascais. Tel.: 927 711 446. Todos os dias, das 8h às 20h30.

A Gleba inaugura na loja em Cascais o primeiro menu de brunch, unindo forças com cafetaria Milkees, espaço com café de especialidade. As propostas estão disponíveis num menu à lá carte que inclui croissants folhados, simples, com queijo, misto, de nutella ou ainda de amêndoas (1,90€ a 3,90€). Há também iogurte com granola caseira (4,2€) ou pães de queijo feitos com queijo de ovelha (4€, 3 unidades). Conte também com sanduíches criadas por João Erthal, um dos sócios da Milkees, que pelo Brasil trabalhou como chef pasteleiro — entre as várias opções, encontra a sandes de pulled pork com maionese de miso, ananás e queijo (6,9€) ou a turkey terrine com peru, cheddar, bacon e alface (6,9€). Para beber, não podia faltar o café moído no momento da Milkees, em vários formatos: expresso, french press, aeropress ou V60.

A Gleba e a Milkees uniram forças e fizeram nascer no início do verão um novo brunch em Cascais.

GONCALO F SANTOS

Olivia

Avenida Marquês de Tomar 69A. Tel.: Terça-feira a domingo, entre as 10h e as 22h30.

É uma família extensa: primeiro foi o Nicolau, que inaugurou em Lisboa a tendência do brunch de Instagram. Depois, surgiu a Amélia, a sua namorada, e o Basílio, seu primo. Agora, é a vez da Olivia, a sua melhor amiga. Localizado nas Avenidas Novas, traz propostas para todas as refeições do dia — pequeno-almoço, brunch, almoço e jantar — reunindo o melhor dos outros espaços do grupo (ou família) Nicolau, aos quais se juntam novos temperos e texturas. À lá carte, e para começar bem o dia, há os ovos e iogurte Olivia (o primeiro com ovos escalfados, espargos, presunto, queijo parmesão e farofa verde [6€] e o segundo com iogurte grego, fruta de época, granola caseira e mel [5,5€]), sete variedades de panquecas (4,6€ a 7€) ou tostas — bem como uma larga variedade bebidas. Todas as casas desta família são amigas dos animais, mas esta é particularmente cuidadosa na sua receção: disponibiliza ração para os cães que a visitam.

Olivia é a melhor amiga do Nicolau (um dos espaços pioneiros da cena do brunch em Lisboa) e recebe visitas nas Avenidas Novas.

Slang

Rua Mouzinho da Silva 29b. Tel.:  21 051 8009. Sábado e domingo, das 12h às 18h.

O Cotidiano e o Ordinário juntaram-se ao Slang para neste restaurante  da Rua Mouzinho da Silveira criarem um brunch. Disponível ao sábado e domingo, do meio-dia às 18h, há três menus disponíveis: o brunch Cotidiano (17€), inclui mini iogurte com fruta, húmus de beterraba com pão pita, eggsontoast (ovos e pão torrado), sumo de laranja e café; o brunch Ordinário (17€), inclui uma tosta especial, uma panqueca à escolha, sumo de laranja e café; a pensar nas duplas, há, por fim, o brunch Slang (30€), pensado para duas pessoas, que inclui húmus roxo com pão pita, halloumi grelhado, ovos turcos, french toast, dois sumos de laranja e dois cafés à escolha. Há ainda duas opções que convém conhecer: se é fã de mimosas, por 20€ tem a bebida à descrição; se é um fanático de panquecas, entre as 17h e as 18h aproveite a promoção dois por um.

O brunch do Slang está disponível ao fim de semana e resulta de uma parceria com o Cotidiano e o Ordinário, todos espaços do grupo Coma.

GUILHERME RODRIGUES

Alba

Rua da Moeda 12. Terça-feira a quinta-feira, das 9h às 23h. Sexta e sábado, das 9h às 00h30. Domingo, das 9h às 17h.

O número 12 da rua da Moeda está diferente: de cervejaria artesanal fez-se espaço para todas as refeições do dia, de espaço noturno foi a espaço diurno. É assim o novo Alba, onde, apesar de se servirem almoços e jantares, o destaque vai para o brunch. Nesse capítulo, conte com o menu de pequeno-almoço clássico inglês (11,5€), que inclui bacon, ovos mexidos, feijões, salsicha, cogumelos e tosta; ou ainda com o menu Alba (11,5€), com ovos mexidos, húmus, tomate, espinafres, pão de pita, milho de pesto. Se é fã de ovos Benedict (8,5€), veio ao sítio certo. Com as panquecas, tostas de abacate e taças de açaí igual — existem várias opções. O espaço conta ainda com várias sugestões de café de especialidade, desde os mais tradicionais expresso, americano ou cappuccino, a variedades como iced caramel latte, sem esquecer os cocktails.

Aqui encontra um clássico pequeno-almoço inglês, mas também o menu Alba, com com ovos mexidos, húmus, tomate, espinafres, pão de pita, milho de pesto.

Lumen

Lumen Lisboa Hotel, R. Sousa Martins 20. Tel.: 21 054 7410. Domingo, das 11h30 às 16h.

Arrancou em setembro a iniciativa que introduz o brunch no Lumen Hotel & Lisbon Light Show, unidade no centro da cidade que é uma homenagem à luz de Lisboa. Estava previsto durar apenas até ao final de outubro (nos dias 16, 23 e 30), mas o sucesso teve como feliz consequência a extensão deste prazo (tudo indica que até dezembro). É no pátio Clorofila — que dá acesso direto ao Fotossíntese, espaço ao ar livre no interior do hotel — que tudo acontece, sendo a variedade palavra de ordem. Aqui encontra desde pastelaria, a panquecas, crepes, frutas, legumes, charcutaria, queijos, bem como café, sumos e espumante. E, quem sabe, ainda ganha um jantar ou até uma estadia: em cada brunch, há um sorteio, cujo vencedor é anunciado posteriormente nas redes sociais. É preciso fazer reserva (numero acima). O brunch no Lumen custa 14€.

O Fotossíntese é o espaço ao ar livre no interior do hotel onde poderá desfrutar de um brunch.

Manuel Manso

 
Assine o Observador a partir de 0,18€/ dia

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Apoio ao cliente | Já é assinante? Faça logout e inicie sessão na conta com a qual tem uma assinatura

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Vivemos tempos interessantes e importantes

Se 1% dos nossos leitores assinasse o Observador, conseguiríamos aumentar ainda mais o nosso investimento no escrutínio dos poderes públicos e na capacidade de explicarmos todas as crises – as nacionais e as internacionais. Hoje como nunca é essencial apoiar o jornalismo independente para estar bem informado. Torne-se assinante a partir de 0,18€/ dia.

Ver planos