Apesar de estar associado à tranquilidade, o monumento de Stonehenge é um espaço cada vez menos sossegado. Os turistas não são a principal fonte da agitação. É que ao lado da estrutura declarada Património Mundial pela UNESCO, passa uma das estradas mais movimentadas d e Inglaterra. Descongestioná-la está nos planos do Reino Unido.

Uma das soluções do governo britânico seria a construção da A-303, um túnel a algumas centenas de metros a sul do Stonehenge com 2,9 quilómetros de comprimento e duas faixas em cada sentido. Para reduzir ao máximo quaisquer impactos visuais e sonoros, o túnel acabaria por se estender a mais do que quatro quilómetros. No final de 2015, a construção recebeu o apoio da UNESCO que reconheceu os benefícios de reduzir o tráfego quer para o meio ambiente quer para o próprio monumento . O projeto foi aprovado em janeiro deste ano.

Derek Parody, o engenheiro responsável pela construção, admite que se trata de um projeto relativamente simples. No entanto, à BBC, acrescentou também: “Estive envolvido em grandes projetos de estradas quase toda a minha vida, mas construir um túnel através de um monumento património mundial é novo”.

O comprimento do túnel, as ventilações e, até mesmo, a necessidade de garantir que não haja interferência com qualquer arqueologia importante são apenas alguns dos problemas. O verdadeiro obstáculo veio de arqueólogos e de historiadores que depressa apelidaram o projeto de “vandalismo do património do Estado”. Um dos historiadores, Tom Holland criou uma campanha, a Stonehenge Alliance, e avançou com uma petição contra o projeto na qual conseguiu reunir mais de 17 mil assinaturas. O impedimento de se encontrar novos testemunhos pré-históricos também está em causa.

Sem túnel, qual a solução para Stonehenge?

Com estas resistências, a construção do túnel pode vir a ser cancelada. Uma equipa de consultores do Conselho Internacional de Monumentos e Sítios avançou com uma alternativa para descongestionar a zona que não terá qualquer impacto no monumento. A ideia é construir a estrada através de outra rota através de Boscombe Down, que atravessaria um aeródromo localizado num terreno que o Ministério da Defesas aluga à QinetiQ – uma poderosa empresa de tecnologia.